Dólar salta 1% e supera R$5,60 com fiscal e após Copom; juros longos sobem

Por José de Castro

O imbróglio em torno da PEC dos precatórios –com a qual o governo e a equipe econômica contam para financiar mais gastos sociais– pressionava os ativos nesta manhã. A votação na Câmara dos Deputados, que deveria ter sido iniciada ainda na quarta, foi novamente adiada e pode ficar para esta quinta –de toda forma, intensificando as incertezas fiscais.

O dólar à vista subia 1,03%, a 5,6123, às 9h29. Na B3, o dólar futuro de primeiro vencimento ganhava 1,34%, a 5,6135 reais, perto da máxima de 5,6160 reais já alcançada no intradia.

Analistas do Barclays já previam “decepção” para investidores no mercado de câmbio relacionada à decisão do Copom.

“Acreditamos que parte do recente retrocesso do dólar ante o real foi impulsionada pelas expectativas de um aumento maior dos juros (ou seja, aumento do ‘carry’). É provável que o real seja negociado um pouco mais fraco na abertura do mercado, seguindo a queda inicial dos juros (curtos)”, acrescentou o banco em relatório.

Na esteira dos últimos acontecimentos, o Credit Suisse piorou sua estimativa para a taxa de câmbio. “Continuamos pessimistas em relação ao real e revisamos nossa meta para cima de 5,65 reais para 5,80 reais”, disse o banco em nota.

“Ralis do dólar para máximas do primeiro trimestre em torno de 5,88 reais provavelmente encontrarão resistência na forma de intervenção cambial agressiva do BCB”, ponderaram profissionais da instituição.

Na renda fixa, o movimento nas taxas de juros dos contratos de DI apontava aumento de inclinação, com os vencimentos longos em alta, enquanto os vértices de curto prazo cediam após o Bacen promover um aperto monetário menor do que o embutido nos preços dos derivativos.

O spread entre os DIs janeiro 2027 e janeiro 2022 saltava 29,2 pontos-base, com a inclinação perto de 380 pontos-base.

A taxa do contrato para janeiro 2023 –que concentra apostas para os rumos da Selic entre hoje e o fim de 2022– tinha leve alta de 2 pontos-base, suficiente para indicar que o mercado não vê juro terminal mais baixo apesar do endurecimento do ritmo de aperto monetário.

No exterior, um índice de moedas emergentes caía 0,17%, com investidores atentos a decisões de política monetária e a sinais de tensão entre Estados Unidos e China.

(Por José de Castro; Edição de Maria Pia Palermo)

Carvão metalúrgico cai para mínima de 2 meses com intervenção da China

O principal planejador econômico do país realizou uma série de reuniões com produtores e associações mais importantes do setor na quarta-feira para discutir medidas como o estabelecimento de níveis de preços e formas de identificar melhor as empresas envolvidas em “especulação”.

“A intervenção política nos preços do carvão está se intensificando e as bolsas endureceram as regras de negociação para produtos relevantes. O mercado está em pânico”, escreveram analistas da SinoSteel Futures em nota.

Enquanto isso, as ofertas de carvão metalúrgico permaneceram estreitas, já que as importações de países como a Mongólia foram atingidas pela situação de pandemia, de acordo com analistas da Huatai Futures.

Os futuros do carvão metalúrgico mais negociados na Bolsa de Commodities de Dalian, para entrega em janeiro, despencaram 12% para 2.503 iuanes (391,24 dólares) por tonelada, atingindo seu nível mais baixo desde 1º de setembro. Os contratos em aberto caíram 82,5% desde 18 de agosto.

Os futuros do coque também caíram 12% para atingir o limite.

Os contratos futuros do minério de ferro de referência caíram 2,4%, para 684 iuanes por tonelada. Eles chegaram a despencar até 8,7%, para 639 iuanes por tonelada antes.

O minério de ferro spot 62% subiu 1 dólar, para 122,5 dólares por tonelada, na quarta-feira, de acordo com a consultoria SteelHome.

O vergalhão de aço usado para construção na Bolsa de Futuros de Xangai caiu 1,3%, para 4.712 iuanes por tonelada.

O aço laminado a quente caiu 1,7%, para 5.063 iuanes por tonelada.

(Reportagem de Min Zhang em Pequim e Tom Daly)

BCE mantém política monetária e afasta perspectiva de aumento de juros

O banco reafirmou seu plano de continuar comprando títulos para fixar os custos dos empréstimos perto de mínimas recordes e também prometeu manter as taxas de juros baixas nos próximos anos –compromisso cada vez mais contestado por investidores céticos quanto à narrativa do BCE de que a alta inflação é temporária.

(Por Balazs Koranyi)

Vale anuncia retomada das atividades na mina de Onça Puma com decisão do STJ

Por Nayara Figueiredo

A corte concedeu pedido de suspensão dos efeitos de decisão judicial anterior que acatava recurso interposto pelo Estado do Pará, pedindo a suspensão da licença de operação da mina.

“Assim, com o restabelecimento da Licença de Operação (LO), a Vale retomará imediatamente as atividades”, disse a empresa.

A Vale havia paralisado as operações de Onça Puma no início de outubro depois que a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) suspendeu sua licença, alegando descumprimento de condicionantes.

Dívida pública federal cai 0,7% em setembro, custo das emissões sobe

BRASÍLIA (Reuters) – A dívida pública federal do Brasil caiu 0,68% em setembro sobre agosto, a 5,443 trilhões de reais, informou o Tesouro Nacional nesta quarta-feira, num mês marcado por encarecimento das emissões em meio aos temores de deterioração nas contas públicas.

No Plano Anual de Financiamento (PAF), a perspectiva é que a dívida geral feche 2021 entre 5,5 trilhões de reais e 5,8 trilhões de reais.

Em setembro, a dívida pública mobiliária interna teve recuo de 0,98%, a 5,186 trilhões de reais, em função do resgate líquido de 90,26 bilhões ocorrido no mês, que compensou a apropriação positiva de juros de 38,72 bilhões de reais.

Enquanto isso, a dívida externa cresceu 5,83% sobre agosto, a 257,70 bilhões de reais, num mês de forte avanço do dólar frente ao real, embalado por temores de flexibilização fiscal relacionada ao auxílio aos mais vulneráveis.

Em apresentação, o Tesouro afirmou que os leilões realizados ao longo do mês refletiram o movimento da curva de juros, com aumento no custo das emissões.

O custo médio das emissões em oferta pública da dívida interna subiu a 6,9% ao ano, de 6,4% em agosto, ao passo que o custo médio do estoque da dívida total acumulado em 12 meses avançou a 7,8%, de 7,6% no mês anterior.

O movimento na curva de juros prosseguiu neste mês, especialmente após o governo reconhecer que mirava um drible na regra do teto de gastos para acomodar uma expansão temporária do novo Bolsa Família, que valerá apenas para o ano que vem.

Em mensagem, o Tesouro destacou que “voltou a ajustar as suas emissões em função das condições de mercado, optando por reduzir os lotes em momentos de maior volatilidade” em meio à percepção de maior risco fiscal.

Em gráfico, o Tesouro apontou que o CDS, que mede o risco associado ao país, subiu quase 11% em outubro, na contramão da queda observada em países emergentes como Chile, México, Colômbia e Peru.

DETALHES DE SETEMBRO

Em relação aos detentores, a participação dos investidores estrangeiros na dívida mobiliária interna subiu a 10,1% em setembro, sobre 9,8% no mês anterior.

Já quanto à composição, os títulos que variam com a Selic, representados pelas LFTs, continuaram com maior peso na dívida pública federal, a 33,95% do total, abaixo dos 36,11% de agosto. No PAF, o intervalo fixado para o ano é de 33% a 37%.

Os títulos prefixados avançaram a 32,58% da dívida, ante 31,86% no mês anterior, frente a uma meta de 31% a 35% para 2021.

Os papéis indexados à inflação, por sua vez, elevaram a fatia a 28,48% da dívida total, ante 27,35% em agosto, sendo que a referência para este ano é de 26% a 30%.

(Por Marcela Ayres)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9Q16R-VIEWIMAGE

Mineradoras e balanços mistos tiram ações europeias de picos recentes

Por Anisha Sircar e Ambar Warrick

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em baixa de 0,4%, a 474,04 pontos, depois de chegar perto de um pico histórico na terça-feira.

As ações de empresas de mineração caíram 1,9%, com a intervenção chinesa para lidar com a disparada das commodities atingindo os preços do carvão e de metais.

Um lote misto de balanços também pesou, com o Deutsche Bank despencando 6,9% apesar de ter registrado lucro trimestral melhor do que o esperado, conforme investidores questionaram a dependência do banco de fontes de dinheiro voláteis.

Operadores estão focados agora na reunião do BCE, na quinta-feira, em que as autoridades de política monetária devem manter os juros e questionar as previsões de inflação do mercado.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,33%, a 7.253,27 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,33%, a 15.705,81 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,19%, a 6.753,52 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,61%, a 26.806,19 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,33%, a 8.972,30 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,40%, a 5.691,16 pontos.

Uber faz parceria com Hertz para 50 mil carros Tesla nos EUA

Por Tina Bellon

Os motoristas poderão alugar um carro elétrico Tesla através da Hertz a partir de 1º de novembro em Los Angeles, São Francisco, San Diego e Washington DC. O programa será expandido ainda este ano para cidades em todo o país, disse a empresa.

O aluguel do Tesla, que consiste principalmente no sedã Model 3, custará a partir de 334 dólares por semana, incluindo seguro e manutenção. O Uber disse que o custo do aluguel cairá para 299 dólares por semana ou menos conforme o programa se expandir no ano que vem.

O anúncio do Uber veio poucos dias após a Hertz na segunda-feira dizer que encomendará 100 mil veículos Tesla até o fim de 2022. A notícia do maior pedido da Tesla de todos os tempos levou a uma alta do preço das ações, fazendo o valor de mercado da empresa ultrapassar 1 trilhão de dólares.

O anúncio desta quarta-feira é o passo mais significativo da Uber até agora na expansão do uso de carros elétricos. A empresa prometeu operar apenas veículos elétricos em sua plataforma nos EUA, Canadá e Europa até 2030 e, em todo o mundo, até 2040.

Mas apenas alguns motoristas de aplicativos podem pagar os preços mais altos dos carros elétricos. Em 2019, apenas 0,15% de todas as milhas Uber nos EUA e Canadá foram dirigidas em veículos elétricos, mostraram dados da empresa.

China vai permitir adiamento de pagamento de impostos pelo setor manufatureiro, diz Conselho de Estado

O diferimento de tributos chega a um total de cerca de 200 bilhões de iuanes para empresas menores do setor manufatureiro, disse a China Central Television citando o Conselho de Estado após uma reunião presidida pelo premiê Li Keqiang.

Além disso, o governo também permitirá que as empresas de carvão e de aquecimento adiem seus pagamentos de impostos –no valor de cerca de 17 bilhões de iuanes– no quarto trimestre para ajudar a resolver suas dificuldades operacionais, de acordo com a reunião.

A atividade fabril da China encolheu inesperadamente em setembro devido à escassez de energia e aos preços elevados dos insumos, intensificando os ventos contrários que a economia chinesa enfrenta, entre os quais restrições em seus setores de propriedade e tecnologia.

O Produto Interno Bruto (PIB) da China cresceu 4,9% entre julho e setembro em relação ao mesmo período do ano anterior, ritmo mais fraco desde o terceiro trimestre de 2020, aumentando a pressão sobre autoridades do país para implementar medidas de apoio visando estabilizar a economia em desaceleração.

O governo estudará mais políticas de redução de impostos para entidades de mercado na próxima etapa e intensificará ajustes finos e preventivos das macropolíticas no momento apropriado, disse a reunião do Conselho de Estado.

A China também estenderá isenções fiscais sobre juros de títulos para investidores estrangeiros até o fim de 2025, acrescentou a reunião.

(Por Stella Qiu e Ryan Woo)

Vendas do McDonald’s disparam com preços mais altos e novos itens do menu nos EUA

Por Aishwarya Venugopal e Hilary Russ

As vendas nas mesmas lojas nos EUA aumentaram 9,6% no terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro, em comparação com estimativas de crescimento de 8,27%, de acordo com dados IBES Refinitiv.

As vendas globais comparáveis subiram 12,7% no trimestre contra estimativas de alta de 10,31%, à medida que os mercados internacionais se recuperavam da pandemia.

A escassez de mão de obra nos EUA fez com que alguns locais fechassem mais cedo e perdessem a velocidade do serviço, disse o presidente-executivo, Chris Kempczinski, acrescentando que os problemas não são “insolúveis”.

O McDonald’s também aumentou os preços no EUA em cerca de 6% em relação a 2020 para ajudar a cobrir os custos crescentes de commodities e mão de obra. A rede de fast-food, que tem buscado aumentar as vendas digitalmente, lançou um novo programa de fidelidade nos EUA, ao mesmo tempo em que dobrou a aposta em publicidade.

O lucro líquido aumentou 22%, para 2,15 bilhões dólares, com o lucro de 2,76 dólares por ação em uma base ajustada, superando as estimativas de 2,46 dólares por ação.

Apple inclui fornecedores e empresas de chips em compromisso de energia limpa

Por Stephen Nellis

As empresas devem se comprometer a usar fontes de energia como solar ou eólica, o que faz parte dos esforços da Apple anunciados no ano passado para que seus produtos tenham o que chama de impacto climático “líquido zero”. Entre a nova rodada de fornecedores está a SK Hynix da Coreia do Sul, que fornece chips de memória para dispositivos Apple e será uma das primeiras empresas coreanas a aderir ao programa da empresa.

Também se juntará ao fabricante franco-italiano de chips STMicroelectronics, um dos principais fornecedores de sensores e outros chips para iPhones que, segundo a Apple, iniciou nove novos projetos de energia renovável desde que se comprometeu com o programa. A Apple agora tem fornecedores no programa em 24 países, incluindo Índia, Japão e Coreia do Sul.

A empresa também anunciou que estava fornecendo financiamento para 10 projetos menores de energia renovável com o objetivo de ajudar comunidades com poucos recursos.