Mercado Diário – 22/02/2018

  • O Índice do Dólar (DXY) continuou o movimento de subida e superou a área de resistência dinâmica, o preço poderá continuar em alta.
  • EURUSD primeiro testou a área 1.23, encontrou suporte, subiu, e após essa alta, caiu com força e rompeu para baixo o 1.23, queda poderá se estender.
  • GBPUSD caiu e caminhou para um teste da mínima do dia anterior, preço conseguiu cair abaixo da mínima e poderá continuar movimento de queda.
  • USDJPY estendeu o movimento de correção e superou a área de resistência 107.3, preço está posicionado para uma alta ainda maior.
  • USDCHF seguiu a correlação com o euro e subiu, com o dólar americano postando ganhos sólidos, preço permanece abaixo de resistência chave 0.942.
  • BTCUSD não conseguiu se sustentar acima de $11.000 e caiu, voltando a se aproximar e testar a região que está sendo testada como suporte, o nível $10.000.

Mercado Diário – 21/02/2018

  • O Índice do Dólar (DXY) estendeu o movimento de alta e conseguiu ampliar a correção para cima, retração ainda poderá se estender.
  • EURUSD caiu mais e se aproximou da região 1.23, preço poderá testar p 1.23 que neste momento se encontra próximo a linha de suporte dinâmica.
  • GBPUSD teve queda, mas acabou se recuperando no decorrer do dia, fechamento diário ainda assim foi bearish e preço poderá voltar a cair.
  • USDJPY conseguiu subir, preço encerrou o dia próximo da região que antes era suporte e agora está sendo testada como resistência, o 107.3.
  • USDCHF seguiu a correlação com o euro e subiu, o dólar está conseguindo impor uma correção perante todas as suas principais rivais.
  • BTCUSD superou a região $ 10.000 mas permanece sendo negociado abaixo da resistência $12.000, vendedores ainda poderão limitar a alta na região atual.

Mercado Diário – 20/02/2018

  • O Índice do Dólar (DXY) teve leve continuação no movimento de alta, mas acabou o dia demonstrando certa indefinição no movimento.
  • EURUSD encerrou o dia com um doji, o preço ainda tem condição de corrigir mais, e enquanto se mantiver abaixo de 1.244 pode estender a queda.
  • GBPUSD teve queda e está sendo negociado abaixo de 1.40, o preço poderá cair mais antes de mais a frente na semana retomar o movimento de alta.
  • USDJPY está tendo retração, porém a tendência ainda é de forte baixa e ao que parece em mais algum tempo deverá cair rumo a um teste da área 105.
  • USDCHF após o rompimento do 0.942 está em forte baixa, o dólar não está conseguindo rivalizar com o franco suíço, queda maior parece iminente.
  • BTCUSD conseguiu abrir a semana com um gap bullish, preço está testando a resistência $11.000, um fechamento acima dessa região poderá estimular compradores.

Previsão do Preço do Ouro para 16 de Fevereiro de 2018

Os preços do ouro mantiveram-se elevados, mantendo-se junto das altas de Fevereiro, à medida que o dólar retraiu ligeiramente, juntamente com os rendimentos do tesouro dos E.U.A. Os preços flutuaram com a inflação dos preços das vendas a retalho mais forte do que esperado, reportada, na Quinta-feira, pelo Departamento do Trabalho. O PPI Básico esteve especialmente forte e isto surgiu na sequência dos dados do CPI, mais fortes do o esperado, reportados na Quarta-feira.

Técnicos

Os preços posicionaram-se para testar a resistência alvo, junto das altas de Janeiro em 1,366. O impulso é visto junto da média de mudança de 10 dias à medida que o índice MACD (média de mudança convergência divergência) gerou um sinal de compra cruzada. Isto ocorre quando a linha MACD (a média de mudança a 12 dias menos a média de mudança de 26 dias) cruza acima da linha do sinal MACD (a média de mudança de 9 dias da linha MACD). A única advertência é que o estocástico rápido está a imprimir uma leitura de 94, acima do nível 80 de desencadeamento do excesso de compra que poderia prever uma correcção.

Inflação HICP Espanhola manteve-se Inalterada

A inflação HICP Espanhola foi confirmada em apenas 0.7%, ano após ano, inalterada a partir da leitura preliminar e abaixo dos 1.2%, ano após ano, em Dezembro. A inflação dos preços da alimentação desacelerou e o índice oficial dos custos do alojamento sofreu um declínio de -2.0%, ano após ano, após aumentar 1.3%, ano após ano, em Dezembro. O CPI Básico manteve-se estável em 0.8%, ano após ano, abaixo das altas vistas a meio do ano passado, mas um pouco acima da taxa HICP. Ainda assim, esses números baixos que deixarão cair os argumentos da paz no BCE que ainda se mantém relutante em comprometer-se com uma data final para as compras dos ativos líquidos.

PPI dos E.U.A. cresceu em Janeiro

O PPI dos E.U.A. cresceu 0.4% em Janeiro, tanto nas manchetes como no essencial, um pouco mais quente do que o esperado, após uma leitura inalterada das manchetes em Dezembro (revista a partir de -0.1%) e uma impressão de -0.1% da energia e dos produtos não alimentares. Numa frequência de 12 meses, o PPI acelerou para 2.7%, ano após ano, versus 2.6%, ano após ano, enquando o essencial abrandou para 2.2%, ano após ano, versus 2.3%, ano após ano. Os preços dos bens aumentaram 0.7%, à medida que o aumento de 3.4% na energia mais do que compensou a queda de 0.2% nos preços dos produtos alimentares. Os preços dos serviços aumentaram 0.3%.

 

EUR/USD Retoma Tendência de Alta

Nesta semana o EURUSD voltou a subir para a região 1.25 no sentido da tendência, o preço caiu até uma área de suporte em torno de 1.22 e compradores voltaram ao mercado fazendo a cotação retornar a próximo a máxima das últimas semanas, região essa que poderá se comportar como resistência já que nos últimos dos toques na região o preço acabou sendo barrado e teve queda.

O dólar americano não tem conseguido impor ganhos perante suas rivais, ou pelo menos os ganhos que ele tem conseguido, tem sido apenas correções na tendência de alta no EURUSD, portanto, a melhor estratégia de negociação acaba sendo buscar compras nas regiões de suporte, podendo utilizar o MACD e estocástico como referência, já que o MACD está maior que a linha de equilíbrio, a tendência é de alta, e cruzamentos do estocástico de baixo para cima vindo do sobrevendido, podem sugerir boas oportunidades de compra.

Nos últimos três cruzamentos do Estocástico vindo do sobrevendido, ao observarmos quando esses cruzamentos ocorreram 11/12/2017, 11/01/2018 e dia 12/02/2018, ou seja, o par apresentou a cada cerca de 30 dias uma boa oportunidade de entrada no sentido da tendência, e essa pressão de compra poderá continuar por ainda mais dias, e um fechamento acima da área 1.255 será um forte indicativo que o preço poderá continuar a sua subida para níveis ainda mais altos.

O MACD está aumentando, e esse é um outro indicativo  que a pressão de compra pode continuar levando o par a uma superação da área 1.25, porém deve-se ter cuidado pois essa é uma região de resistência e o preço pode ter retração da região, sendo que o bom trade de compra aqui foi na região entre 1.22 e 1.227. Portanto, comprar perto da zona de resistência 1.25 não é algo recomendado, e também não é recomendado vender nessa região, pois a tendência é de alta, e o preço poderá continuar rumo ao norte.

Veja o gráfico diário do EURUSD:

EUR/USD Retoma Tendência de Alta
EUR/USD Retoma Tendência de Alta

Previsão do Preço do Ouro para 15 de Fevereiro de 2018

Os preços do ouro dispararam, à medida que as expectativas da inflação caíram no acordar de um relatório CPI dos E.U.A. mais quente do que esperado. Inicialmente, os preços do ouro esgotaram, à medida que o dólar fez um rally, mas manter o ouro durante a aceleração da inflação é uma negociação prudente. As vendas a retalho dos E.U.A. foram mais suaves do que o esperado nas manchetes, mas os internos foram, na verdade, melhores do que o esperado.

Os preços do ouro surgiram mais acima aumentando $20 por onça e posicionando-se para testar as altas de Janeiro em 1,366. O suporte é visto junto à média de mudança de 10 dias em 1,331. O impulso é positivo, mas os preços estão sobrecomprados, de acordo com o estocástico rápido que surgiu mais acima, o que reflecte um impulso positivo em aceleração. A actual leitura de 95 encontra-se acima do nível de despoletamento sobrecomprado de 80. O impulso negativo está a desacelerar à medida que o historgrama MACD imprime no vermelho, com uma trajectória ascendente acentuada que aponta para consolidação.

O CPI dos E.U.A. surgiu em 0.5% em Janeiro com a taxa essencial 0.3% mais acima, ambas melhores do que o esperado. A manchete de Dezembro e as taxas essenciais ficaram 0.2% mais acima. As taxas das manchetes a 12 meses mantiveram-se estáveis em 2.1%, ano após ano, para a manchete e 1.8%, ano após ano, para o essencial. Os internos mostraram que a energia aumentou 3.0%, a partir dos anteriores -0.2%. Os preços dos serviços ficaram 0.3% mais acima. Os custos da habitação aumentou 0.2% com a renda equivalente dos proprietários a ser medida em 0.3%. Os preços da alimentação/bebidas aumentaram 0.2%. Os custos do vestuário aumentaram 1.7%. Os custos dos transportes ficaram 1.8% mais altos. Os cuidados médicos aumentaram 0.4%. Os preços do tabaco aumentaram 0.3%.

As Vendas a Retalho dos E.U.A. Caíram em Janeiro

As vendas a retalho dos E.U.A. de Janeiro caíram 0.3% com o componente ex-auto a manter-se inalterado. O aumento de 0.4% da manchete de Dezembro foi revisto em baixa a estável, com o ex-auto agora a ficar em 0.1% versus o anterior 0.4%. Os números das vendas excluindo os custos, gás e os materiais de construção mantiveram-se inalterados, com Dezembro a rever para uma inalteração a partir dos anteriores 0.4%. As vendas de veículos sofreram um declínio de 1.3% após uma queda de 0.1% em Dezembro (revista a partir de 0.2%). Os materiais de construção caíram 2.4%. A saúde e os cuidados pessoais caíram 1.2% com os artigos desportivos a caírem 0.8%. Do lado positivo, as vendas de gás nas estações aumentaram 1.6%, tal como as vendas várias, enquanto o vestuário aumentou 1.2%. Os retalhistas fora de loja mantiveram-se estáveis.

A inflação do HICP Alemão para Janeiro foi confirmada

A inflação do HICP Alemão para Janeiro foi confirmada em 1.4%, ano após ano, em linha com os números preliminares e versus 1.6%, ano após ano, em Dezembro. A taxa nacional do CPI foi confirmada em 1.6%, ano após ano, versus 1.7%, ano após ano, em Dezembro. A inflação do preço da energia continuou a desacelerar, o que contribuiu para o declínio da taxa das manchetes e compensou os preços mais elevados da alimentação.

 

Previsão do Preço do Ouro para 14 de Fevereiro de 2018

Os preços do ouro subiram, à medida que o dólar perdeu terreno face à maior parte das principais moedas. Os preços testaram a resistência junto da média de mudança de 10 dias em 1,330 e uma quebra deste nível poderia levar a um teste da alta de Janeiro em 1,366. O suporte é visto perto das baixas de Fevereiro em 1,308. O optimismo dos pequenos negócios mais fortes do que o esperado não elevaram o dólar versus o Euro, o que pavimentou o caminho para os preços mais elevados do ouro.

O impulso negativo está a desacelerar à medida que o histograma MACD (média de mudança convergência divergência) está a imprimir no vermelho, mas a trajectória do histograma MACD está numa trajectória ascendente acentuada, o que reflecte consolidação. O estocástico rápido subiu para fora do território do excesso de venda, após ter gerado recentemente um sinal de compra cruzado. Isto aponta para um impulso positivo em aceleração. Adicionalmente, o IFR (índice de força relativa) aumentou com o preço da acção, refletindo um impulso positivo em aceleração. A actual leitura do IFR é de 51, o que está no meio de uma variação neutra e reflecte consolidação.

O índice de optimismo dos pequenos negócios NFIB dos E.U.A. aumentou 2 pontos para 106.9 em Janeiro.

O índice de optimismo dos pequenos negócios NFIB dos E.U.A. aumentou 2 pontos para 106.9 em Janeiro, após ter caído 2.6 pontos para 104.9 em Dezembro. A leitura de Janeiro está simplesmente fora da impressão de 107.5 de Novembro, o que constitui a mais elevada desde 1986 e corresponderá à mais alta da história do relatório, retraindo para 1974, suportada pelo pacote da reforma fiscal. De acordo com o relatório, houve um número recorde de respondentes a afirmarem que foi uma boa altura para expandir. Alguns dos 41% dos respondentes, até 37% em Dezembro, esperam que a economia melhore.

O orçamento de Trump reduzirá os programas de elegibilidade

O orçamento de Trump reduzirá os programas de elegibilidade em $1.7 triliões, de acordo com uma previsão da Bloomberg acerca do sumário do plano da Casa Branca, para realizar uma reunião na defesa planeada, infraestruturas, veteranos e a despesa com a crise opoíde aumenta. Isto incluirá um corte de $237 biliões nos Cuidados de Saúde e outros programas de despesa obrigatória não especificada.

Previsão do Preço do Ouro para 13 de Fevereiro de 2018

Os preços do ouro recuperaram, na Segunda-feira, mas permanecem estáveis, apanhados entre a média de mudança de 50 dias, que constitui suporte junto a 1,305 e a média de mudança que constitui resistência vista junto a 1,331. O impulso conforme reflectido pelo histograma MACD (média de mudança convergência divergência) é negativo, à medida que o histograma imprime no vermelho com uma trajectória inclinada descendente que aponta para preços mais baixos. O estocástico rápido, por outro lado, ressaltou de volta a um território neutro que gerou um sinal de compra cruzado que aponta para preços mais elevados para o metal dourado.

Mais Volatilidade Está Provavelmente a Chegar

Olhando para a frente, a produção em todo o mundo deveria ser misto nesta semana, com os mercados de acções no estrangeiro a favorecerem com um Wall Street de repente reflexivo. Os investidores estarão a ponderar se esta é uma correcção de 10% do jardim saudável ou algo mais generoso e auto-suficiente na variação de 20-30% ou pior.  Um conselho prudente tem sido se os princípios fundamentais nos termos dos ganhos empresariais e a melhoria da actividade mundial oferecerá uma barreira, mas o “desempenho passado não garante futuros rendimentos” e os caçadores de facas em queda poderiam estar um pouco mais desconfiados se as condições financeiras estreitaram drasticamente após uma fase de expansão histórica.  De facto, o pior cenário deveria ser para as acções e obrigações caírem, simultaneamente, o que poderia ser problemático para os hedgers paritários de risco e outros desse género, à medida que a alavancagem está torcido dos mercados. A partir de agora, o início das férias do Ano Novo Lunar na Ásia na próxima semana ofereceria cobertura para alguma calma.

Calendário dos E.U.A. Destaca a Inflação e as Vendas a Retalho

O calendário económico dos E.U.A. começa a um ritmo de caracol, com a previsão do orçamento do Tesouro a publicar um superávit de $47 biliões para Janeiro vs -$23.2 biliões. O índice de optimismo dos pequenos negócios NFIB oferecerá a principal diversão. Os índices do mercado das hipotecas MBA são devidos, juntamente com uma actualização chave potencial no CPI de Janeiro, o que poderia aumentar as manchetes em 0.3% e o cerne em apenas 0.2%, deixando o cerne, ano após ano, em 1.6% abaixo de 1.8%. Também devidas estão as vendas a retalho de Janeiro, previstas para aumentar 0.2% e 0.3% ex-auto, enquanto os inventários dos negócios são vistos a aumentar 0.2% em Dezembro vs 0.4%.

Mercado Diário – 12/02/2018

  • O Índice do Dólar (DXY) conseguiu ter retração na semana e encerrou a semana com dois dojis diários, demonstrando indefinição sobre o movimento.
  • EURUSD teve uma semana de baixa, e poderá continuar encontrando pressão de venda na próxima semana, viés continua sendo de alta enquanto preço se mantiver acima de 1.20.
  • GBPUSD encerrou a semana com forte retração de aproximadamente 500 pips na semana, correção poderá ser ainda maior após preço ter rompido o 1.40 para baixo.
  • USDJPY está em tendência de baixa, porém preço poderá voltar a superar 110 antes de ter força suficiente para conseguir testar a área 107.2.
  • USDCHF teve semana de retração mas encerrou período abaixo da região de resistência 0.94.2, mercado poderá subir novamente na semana que se iniciará.
  • BTCUSD encerrou a semana em alta, com um “martelo”, compradores voltaram ao mercado no teste da área de suporte $5.600 e poderão empurrar preço para $10.000.

Previsão do Preço do Ouro para 9 de Fevereiro de 2018

Os preços do ouro recuperaram das baixas da sessão, à medida que o dólar perdeu terreno e os diferenciais de rendimento moveram-se a favor do Euro. Enquanto a inflação permanece baixa, o apoio da inflação dos salários deveria ajudar os preços do ouro a ganharem tracção. Os tesouros foram atingidos, pressionando os rendimentos do tesouro a 10 anos que subiram para 2.84%, mas pararam, atendendo aos receios acerca das acções dos E.U.A. Apesar do retrocesso nos rendimentos dos E.U.A., os rendimentos alemães aumentaram significativamente, quase duplicando ao longo do mês passado. Enquanto o IFR ainda mostra que os preços do ouro não atingiram uma condição de esgotamento, o estocástico atingiu uma leitura de esgotamento e gerou um sinal de compra cruzada.

Técnicos

Os preços do ouro trocaram-se, inicialmente, descendo, mas ganhando depois tracção antes do suporte, junto à média de mudança de 50 dias em 1,303. Uma quebra abaixo da média de mudança de 50 dias poderia levar a um teste das baixas de Dezembro em 1,236. A resistência sobre os preços do ouro é vista junto à média de mudança de 10 dias em 1,335. Acima desta resistência é vista junto às altas de Dezembro em 1,365. O impulso mantém-se negativo à medida que o histograma MACD (média de mudança convergência divergência) imprime no vermelho com uma trajetória inclinada descendente que aponta para preços mais baixos. O índice MACD gerou um sinal de venda cruzada no final de Janeiro. O rápido declínio do índice de força relativa (IFR) também constitui uma reflexão do impulso negativo em aceleração. A actual leitura do IFR é de 44, o que ainda se encontra no meio de uma variação neutra.

O Rápido Estocástico Está Esgotado

O rápido estocástico mostra que os preços estão agora esgotados. A leitura do rápido estocástico abaixo do nível 20 designa uma condição de esgotamento que poderia prever uma correcção. O rápido estocástico também gerou um sinal de compra cruzado que aponta para preços mais elevados, a curto prazo, para o metal dourado. Durante os últimos dois mergulhos nos preços do ouro que ocorreram em Dezembro e antes desse Outubro, o rápido estocástico desceu para uma leitura de 3 e cada instância que foi de baixa que levou a um rally dos preços do ouro.