Principais Aspetos A Levar Em Consideração No Momento De Escolher Um Broker

Há vários pontos que devemos ter em consideração ao escolhermos um broker em detrimento do outro. Por vezes muitas pessoas, de forma errada, ao irem parar à plataforma mundialmente mais usada (MT4) acabam por achar que os brokers são todos muito parecidos no que respeita às condições que oferecem para operar no mercado, mas a realidade é completamente diferente.

Então quais são os principais aspetos que devemos levar em consideração?

Passo a enumerar uma série deles:

  • A regulação. Há diferentes entidades reguladoras a nível mundial cujas condições e proteções oferecidas aos investidores variam significativamente. Por exemplo, neste ponto, uma das situações que mais deve ser ponderada é no caso de insolvência de um broker… há reguladoras que caso um broker se encontre nessa situação podem proteger o capital dos investidores até cerca de 50.000,00€, enquanto outras podem ir “apenas” até 25.000,00€ e outras nem sequer oferecem qualquer tipo de cobertura. Este é portanto um aspeto muito importante e que se deve levar em consideração.
  • O Volume. O volume deve ser entendido como sinónimo de dimensão, pois um corretor que mundialmente está presente em mais áreas do globo tende a ter um maior número de clientes e consequentemente mais liquidez e financeiramente mais saudável. Nestas situações o broker também tende a oferecer melhores condições de execução das ordens dos seus clientes, aspeto este muito apreciado pelos Traders profissionais.
  • Os Spreads. Os spreads praticados pelos brokers é um dos grandes aspetos que pode ditar a diferença nos resultados da conta de um Trader, mesmo que este trabalhe com as mesmas estratégias em brokers diferentes. Isto acontece porque como facilmente se pode entender, caso o spread seja mais elevado o resultado tende a ser menor, lembrando ainda que a execução de uma ordem pode ser dificultada quando estamos perante um spread mais elevado.
  • As comissões cobradas. À semelhança dos spreads, estas ditam também a diferença dos resultados finais de um Trader. A título de exemplo, se um Trader opera num ano 5.000 lotes no Broker “A” que cobra 6,00€ por cada lote standard transacionado, e esse mesmo Trader opera a mesma quantidade no Broker “B” que por sua vez cobra 5,00€ por cada lote standard transacionado, vejamos que esse Trader se tivesse optado trabalhar apenas com o broker “B” teria automaticamente uma poupança anual de 5.000,00€ devido ao pormenor da comissão:

– Broker “A”        = 5.000 x 6,00€ = 30.000,00€

– Broker “B”        = 5.000 x 5,00€ = 25.000,00€

– Diferença          = 30.000,00€ – 25.000,00€ = 5.000,00€

  • Serviço de apoio ao cliente. Este é um pormenor muito importante e muito valorizado pela maioria dos profissionais. Sentir que o broker está próximo sempre que é necessário resolver algum assunto transmite segurança e confiança a qualquer investidor. Prestar um serviço rápido e eficaz é o ideal. Este ponto é muito bom para medirmos o nível de profissionalismo e cultura do broker.
  • Comentários. Nos dias de hoje é muito fácil termos acesso às avaliações e comentários que os brokers recebem, por isso estes são também uma excelente ferramenta que nos podem ajudar no momento da decisão de eleger um broker.
  • Outros serviços diferenciadores. Qualquer serviço extra que seja de valor para os clientes é sempre bem visto e transmite que o broker pretende que estes se sintam especiais e confortáveis. Alguns brokers tem o cuidado e a particularidade de oferecer condições vantajosas e diferenciadoras aos seus clientes, como por exemplo ofertas de VPS, concursos com prémios, formações, possibilidade de gerir fundos de terceiros, entre outros.

Em geral é preferível despender um pouco mais de tempo na investigação dos brokers e corretoras e conhecê-los melhor antes de efetuar a abertura da conta, pois, este trabalho prévio, para além de fazer com que qualquer investidor se sinta mais confortável com a escolha que fez irá também fazer toda a diferença nos seus resultados futuros.

Por Nelson Dias.

Mercado Diário – 12/03/2019

  • O Índice do Dólar continuou a correção e caiu mais, o índice pode estender a queda antes de conseguir encontrar suporte e retomar o movimento ascendente.
  • EURUSD subiu mais e continua a retração, par ainda encontra-se em retração e área 1.13 é região que pode atrair vendedores buscando retomada da queda.
  • GBPUSD subiu com força e voltou a superar o 1.31, mercado se coloca em posição de estender movimento ascendente no decorrer dos próximos dias.
  • USDJPY tenta retomar a alta a partir da região 111, caso o preço consiga se manter acima desse nível pode buscar novo teste do 112.
  • USDCHF subiu e conseguiu superar o 1.01, quedas na cotação poderão ser boa oportunidade de compra no par que se encontra em tendência de alta.
  • BTCUSD caiu mas ainda encontra-se em tendência de alta, ativo continua suportado e com viés ascendente enquanto permanecer fechando acima de $3700.

Mercado Diário – 11/03/2019

  • O Índice do Dólar recuou e pode ainda cair mais, ainda assim o dólar está fortalecido e poderá retomar a tendência de alta nos próximos dias.
  • EURUSD após forte queda, atingiu o valor mais baixo desde junho de2018, e iniciou uma correção para cima, o par poderá continuar pressionado para o sul.
  • GBPUSD caiu mais e atingiu o nível 1.30, caso essa região seja rompida, a queda no par poderá ser bem maior.
  • USDJPY voltou a cair, e chegou a ser negociado abaixo de 111, mercado pode buscar retomada da tendência de alta, indicativos das EMAs e MACS sugerem tendência ascendente.
  • USDCHF teve queda  e poderá retrair mais, preço tem uma boa chance de voltar a subir no decorrer da próxima semana.
  • BTCUSD continua a tendência de alta, e vai lentamente subindo, preço poderá testar a resistência $4000 no decorrer dos próximos dias de negociação.

EUR/USD É Derrubado Com Draghi

O EURUSD continuou o movimento descendente no decorrer da semana atual, e foi rumo a um teste da mínima encontrada nos últimos meses, conseguindo cair abaixo dessa região e estendendo a queda ao menor nível desde junho de 2018, sendo negociado em 1.11765, nível que ao menos temporariamente limitou a queda.

Essa queda foi em grande parte devido a declarações de Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu, que disse que o BCE manterá as taxas de juros no patamar atual até ao menos 2020, e que o cenário de crescimento econômico da Europa piorou, estimando um crescimento do Produto Interno Bruto menor que a estimativa anterior.

Veja o gráfico diário do EURUSD:

Essas declarações foram suficientes para derrubar o EURUSD abaixo dos suportes mais próximos e relevantes, no caso estendeu a queda e rapidamente caiu abaixo do 1.1215, chegando até abaixo de 1.12, onde iniciou um movimento de correção para o norte, porém com o cenário atual de crescimento e declarações do BCE, parece mais provável que o preço siga em trajetória descendente.

Analisando tecnicamente o gráfico diário do par a EMA10 (vermelha) está abaixo da EMA20 (azul) indicando a baixa no par, o MACD está inferior a linha de equilíbrio também sugerindo o movimento de queda, o Estocástico está no sobrevendido indicando que o preço vem em um movimento estendido, e pode ter uma correção, portando altas do preço para a região 1.13 poderão ser boas oportunidades de venda no par.

Mercado Diário – 08/03/2019

  • O Índice do Dólar teve continuação da alta e superou o nível 97, mercado pode tentar a extensão do movimento ascendente.
  • EURUSD caiu e testou a mínima 1.1215, região que não conseguiu limitar a queda, par mantém viés de baixa podendo caminhar para 1.115.
  • GBPUSD não conseguiu se manter suportada acima da EMA10 e caiu, voltando a ser negociada abaixo de 1.31, preço pode continuar pressionado para o sul.
  • USDJPY recuou um pouco na tendência de alta, ainda assim a queda foi pequena e o preço poderá retomar a elevação da cotação.
  • USDCHF subiu com força e renovou a máxima do ano, mercado está com forte viés de alta, e mergulhos no preço podem ser boa oportunidade de compra.
  • BTCUSD está com a volatilidade mais baixa, e continua alinhado para o norte, enquanto o preço se mantiver fechando acima de $3700, o viés de alta é mantido.

Operar Notícias, Vantagens E Desvantagens

Mas será isso por si só suficiente para criar uma operativa vencedora a longo prazo?

A minha opinião é sim, pois conheço Traders com contas verificadas/auditadas que o fazem bem e que apresentam resultados consistentes ao longo dos anos. Inclusive, grande parte desses Traders, só querem estar no mercado desta forma, acabando por estar “desligados” do mesmo grande parte do tempo. Esta acaba por ser uma grande vantagem deste tipo de operativa, a reduzida exposição de tempo no mercado, evitando assim outros eventos inesperados que possam eventualmente ocorrer e que sejam contra o posicionamento do Trader, tipo flash crash, anúncios e decisões inesperadas que possam impactar fortemente a economia, entre outros.

Outra grande vantagem tem a ver com o comportamento do mercado nesses momentos. Os experts neste tipo de negociação, com o passar dos anos, adquirem conhecimentos e uma experiência tal que acabam por ter uma precisão muito apurada em relação ao que (ou não) fazer. O Trader que se dedica apenas a esta operativa acaba por ter também vantagens a nível psicológico, pois num mês irá operar apenas entre 6 a 12 vezes, o que lhe permite mais e melhor descanso, menos pressão/stress, mais energia ao concentrar-se apenas numa operativa e também muita mais liberdade para a sua vida pessoal.

Por outro lado, e como qualquer outra operativa, esta também apresenta as suas fraquezas, que passo a mencionar:

  • Principalmente numa fase inicial da carreira de um Trader pode causar desconforto e impaciência ao se colocar em prática apenas em momentos muitos específicos e ao ficar a maioria do tempo inativa perante o mercado;
  • Devido à pouca atividade pode atravessar longos períodos de drawdown, demorando assim a sua recuperação;
  • Como nestes momentos específicos tende a existir uma forte volatilidade nos mercados há por isso a possibilidade de as perdas serem superiores ao estipulado pelos SL (Stop Loss), na medida em que só os irá conseguir satisfazer num preço já diferente;
  • Os Traders que pensam numa vertente mais profissional e pretendem por exemplo gerir capital de terceiros podem, com esta operativa, experimentar algumas divergências negativas entre os seus resultados e os dos seus seguidores.

Em jeito de conclusão, conhecidas as vantagens e desvantagens, e eu que sou particularmente adepto da construção de portfólios, considero que este tipo de operativa deve fazer parte e complementar um portfólio de estratégias para que se possa suavizar o peso das suas desvantagens e consequentemente potencializar o portfólio como um todo.

Por Nelson Dias.

Mercado Diário – 07/03/2019

  • O Índice do Dólar tentou continuar o movimento ascendente, mas encontrou resistência na região 97, nível que poderá limitar a alta.
  • EUR/USD teve um dia volátil, porém não estendeu a queda, a região 1.13 permanece como suporte forte e continua atraindo compradores.
  • GBP/USD vai se sedimentando acima das EMAs, área que está atraindo compradores e poderá manter o preço está suportado do decorrer dos próximos dias.
  • USD/JPY apresenta volatilidade reduzida, preço continuar com dificuldade para a superação do nível 112, ainda assim poderá continuar a alta.
  • USD/CHF tendo superado a paridade retomou o viés de alta, quedas do preço até o 1.00 pode ser uma boa oportunidade de compra.
  • BTC/USD continua acima do nível $3700, enquanto o ativo permanecer fechando acima dessa área poderá continuar a alta rumo a um teste do $4000.

Será o Drawdown o Maior inimigo de Qualquer Trader?

Para situar os menos familiarizados com este termo, fica aqui uma resumida e simples definição: Drawdown é a medição de uma desvalorização na curva de capital de uma conta. Por exemplo, se numa conta de 10.000,00€ verificamos uma desvalorização de 1.000,00€, esse valor (os 1.000,00€) é o drawdown (em termos líquidos)… o mesmo será dizer que em termos percentuais essa conta regista um drawdown de 10% (1.000/10.000 x 100). Depois é necessário ainda medir o drawdown em termos de tempo, pois por vezes a curva de capital poderá demorar meses e meses a ultrapassar novamente o seu máximo. Muitos consideram 3 meses ser o limite de tempo aceitável para suportar um drawdown, defendendo que após esse período, e continuando ainda a conta sem experimentar um novo máximo, estará então na altura de rever e efetuar alterações à operativa que está a ser utilizada. No entanto, considero que estaremos sempre a falar de valores, por isso cada qual deve adaptá-los da melhor forma ao seu perfil de modo a que se sinta confortável com os mesmos.

Nesta matéria o que convém reter é que o drawdown é inevitável em qualquer operativa, podendo mesmo tornar-se um grande inimigo de qualquer Trader… o Trader é que por sua vez deve sim ser criativo e trabalhar com inteligência, para que diminua essa “inimizade” ao máximo e possa de certa forma tirar vantagem dos desafios que vai experimentando com ela, seja através do melhoramento dos riscos das diferentes operativas, aperfeiçoamento da descorrelação entre as estratégias, trabalhar a paciência, disciplina, entre outros.

Para finalizar, e apenas em jeito de reflexão, deixo aqui uma tabela ilustrativa, que qualquer Trader deve ter em mente, de um aspeto descartado muitas vezes, que tem a ver com a recuperação do drawdown:

Perdas % Perdas Recuperação Divergência
5 5% 5,26% 0,26%
6 6% 6,38% 0,38%
7 7% 7,53% 0,53%
8 8% 8,70% 0,70%
9 9% 9,89% 0,89%
10 10% 11,11% 1,11%

Uma vez que uma conta experimenta um drawdown, e partindo do princípio que cada perda equivale a 1%, vejamos que essa conta após desvalorizar 10% já terá que produzir 11,11% para voltar ao seu capital inicial. Se a isto juntarmos uma gestão de risco equilibrada e rigorosa, ou seja, cujos lotes das operações estejam em linha com a curva de capital, significa que o tempo de recuperação também irá aumentar, pois à medida que a curva de capital desce os lotes a aplicar nas operações também deveriam diminuir o que faz com que seja necessário mais tempo para recuperar.

Com este exemplo associado ao conteúdo anteriormente referido fica bem explícita a importância do drawdown nas contas de negociação assim como os principais aspetos que podem ser trabalhados para minimizar ao máximo possíveis danos.

Por Nelson Dias.

Mercado Diário – 04/03/2019

  • O Índice do Dólar subiu com força, encerrando o dia em alta considerável, mercado pode tem novas quedas, porém dólar pode se manter suportado.
  • EURUSD subiu até a área 1.14, região que atraiu vendedores e levou o preço a queda, encerrando o dia em baixa, área 1.14 pode continuar sendo boa região de venda.
  • GBPUSD estendeu o movimento de baixa, preço poderá cair mais antes de encontrar suporte forte, que volte a atrair compradores com vista à retomada da tendência ascendente.
  • USDJPY teve continuidade da alta, caminhando para um teste do nível 112, área que limitar a alta temporariamente, a tendência é de alta.
  • USDCHF inicialmente caiu, depois reverteu o dia em alta, continua encontrando forte resistência na área da paridade, região que pode estimular a venda rumo a uma retomada da queda.
  • BTCUSD está em trajetória ascendente, vai lentamente subindo, permanecendo suportado, preço poderá caminhar para teste do $4000.

Mercado Diário – 01/03/2019

  • O Índice do Dólar teve queda, mas com notícias melhores que a expectativa, o dólar se fortaleceu e voltou a fechar acima do nível 96.
  • EURUSD subiu e encontrou resistência forte próxima a 1.142, onde vendedores retornaram ao mercado e retornaram o preço para baixo do nível 1.14.
  • GBPUSD não conseguiu se manter acima de 1.33 e recuou, o preço poderá recuar mais, com o zona 1.33 a 1.332 sendo atrativa para os vendedores
  • USDJPY inicialmente caiu, mas com os dados para os EUA, o preço teve um rali e superou a máxima das últimas semanas, renovando o topo de 2019.
  • USDCHF teve forte queda, e acabou subindo um pouco na reta final do dia, porém ainda assim o viés permanece de baixa.
  • BTCUSD busca se manter suportado e em alta, preço permanece com fechamentos acima do $3700, o que sugere a possibilidade de continuidade da alta.