Banco Mundial eleva previsões de crescimento após EUA e vacinas melhorarem demanda

Por David Lawder

WASHINGTON (Reuters) – O Banco Mundial elevou nesta terça-feira sua previsão de crescimento mundial para 5,6% em 2021, marcando a recuperação mais forte de uma recessão em 80 anos devido aos estímulos dos Estados Unidos e crescimento mais rápido na China, mas contido pelo acesso “altamente desigual” às vacinas contra a Covid-19.

O relatório Perspectivas Econômicas Globais mais recente mostrou um aumento de 1,5 ponto percentual em relação às previsões feitas em janeiro, antes que o governo Biden assumisse e promulgasse um pacote de estímulo de 1,9 trilhão de dólares na pandemia.

Desde então, as vacinas se tornaram bem mais distribuídas de forma ampla nos Estados Unidos e em alguns outros países ricos, aumentando sua produção, enquanto as previsões para os mercados emergentes e em países de baixa renda ficam para trás.

“Essa recuperação é desigual e reflete em grande parte as fortes recuperações em algumas das principais economias – principalmente nos Estados Unidos, devido ao substancial apoio fiscal – em meio a um acesso altamente desigual às vacinas”, disse o Banco Mundial no relatório.

Muitos mercados emergentes e economias em desenvolvimento estão observando um número elevado de casos de Covid-19, obstáculos na vacinação e retirada do apoio, complementou o banco.

Em 2022, isso deixará a produção global cerca de 2% abaixo das projeções pré-pandemia, e aproximadamente dois terços das economias dos mercado emergentes ainda não terão recuperado as perdas de renda per capita do ano passado.

Se a distribuição de vacinas para os países em desenvolvimento puder ser acelerada, Ayhan Kose, economista do Banco Mundial, disse que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial em 2022, atualmente previsto em 4,3%, pode aumentar substancialmente para cerca de 5%.

A previsão de crescimento do Banco Mundial para os EUA em 2021 aumentou em 3,3 pontos percentuais, para 6,8% no relatório mais recente, ritmo mais rápido desde 1984, devido ao apoio econômico que o banco descreveu como “sem precedentes em tempos de paz”.

A previsão para a zona do euro foi elevada em 0,6 ponto percentual, para 4,2%, enquanto a da China melhorou em 0,6 ponto percentual, para 8,5%.

Mercados emergentes excluindo a China devem crescer 4,4% em 2021, projeção que subiu um ponto percentual ante a de janeiro.

O presidente do Banco Mundial, David Malpass, tem pedido aos países ricos, incluindo os Estados Unidos, que liberem as doses excedentes de vacinas contra a Covid-19 para países em desenvolvimento o mais rápido possível.

O relatório do Banco Mundial também observou riscos associados ao aumento das pressões inflacionárias que acrescentarão cerca de um ponto percentual à inflação global em 2021. O banco disse que a queda da inflação no ano passado foi “a mais fraca e de vida mais curta de qualquer uma das cinco recessões globais nos últimos 50 anos”.

E o aumento da inflação desde maio de 2020 tem sido mais rápido do que em recuperações anteriores, mas o banco afirma que as expectativas de inflação devem permanecer bem ancoradas, apontando para uma inflação baixa e estável no longo prazo.

O relatório também acrescentou que as preocupações do mercado com a inflação podem aumentar os custos dos empréstimos em mercados emergentes e países de baixa renda, que também são os mais desafiados pela inflação de curto prazo devido ao aumento dos custos dos alimentos.

(Reportagem de David Lawder)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH570PQ-VIEWIMAGE

BC Avalia que Alta da Inflação em Economias Avançadas Pode Reverter Fluxos Para Emergentes

Na ata de sua última reunião, divulgada nesta terça-feira, o comitê ressaltou que os bancos centrais mantêm a comunicação de que o aumento recente da inflação é temporário e que os estímulos serão mantidos.

“Contudo, questionamentos dos mercados a respeito de riscos inflacionários nessas economias podem tornar o ambiente desafiador para países emergentes”, disse o Comef no documento.

O Comef avaliou ainda que a exposição do Sistema Financeiro Nacional ao risco da taxa de câmbio é baixa e a dependência do funding externo é pequena.

A avaliação do comitê na reunião foi de que o restabelecimento da neutralidade da política macroprudencial é apropriada no momento, especificamente o retorno da parcela Adicional de Conservação de Capital Principal (ACPConservação), com conclusão prevista para março de 2022.

Além disso, destacou que o ambiente econômico continua exigindo atenção por parte da autoridade reguladora e supervisora, apesar do otimismo cauteloso do cenário atual. Mas o comitê mantém a recomendação de que as Instituições Financeiras mantenham a prudência na política de gestão de capital.

“Ao longo de 2021, os bancos devem destinar os lucros de forma conservadora e alinhada às incertezas presentes e ao momento econômico”, completou.

O comitê avaliou ainda que o custo de manutenção de liquidez aumentou e os prazos de captação encurtaram. “A taxa média de captação tem se elevado e segue acima da taxa básica de juros, ao contrário do que ocorria até 2019. Ao mesmo tempo, os prazos das captações foram encurtados em decorrência da crise”, disse o Comef, avaliando que as instituições financeiras têm capacidade de adaptação para lidar com as mudanças.

O Comef é responsável por estabelecer diretrizes para resguardar a estabilidade financeira e prevenir riscos sistêmicos. O colegiado se reúne quatro vezes ao ano.

 

(Por Camila Moreira)

Dólar Tem Leve Alta Antes de Dados dos EUA e Decisões de Política Monetária

Por Luana Maria Benedito

Às 10:19, o dólar avançava 0,32%, a 5,0542 reais na venda, enquanto o principal contrato de dólar futuro tinha alta de 0,12%, a 5,065 reais.

No exterior, o índice da divisa norte-americana em relação a rivais fortes subia 0,06%. Divisas emergentes que o real tende a acompanhar — como peso mexicano, rand sul-africano e lira turca — oscilavam entre leves altas e baixas.

“As atenções globais estão voltadas para a divulgação do Índice de Preços aos Consumidores dos EUA de maio, na quinta-feira, (que) poderá determinar o rumo da política monetária do Federal Reserve”, explicou em nota Ricardo Gomes da Silva, superintendente da Correparti Corretora.

Recentemente, temores sobre um superaquecimento da maior economia do mundo marcaram presença nos mercados globais, em meio a especulações de que um pico na inflação poderia levar o banco central norte-americano a apertar sua política monetária mais cedo do que o esperado.

Embora várias autoridades do Fed tenham afirmado repetidas vezes que enxergam as pressões inflacionárias como temporárias, outras já começaram a reconhecer que estão mais próximas de um debate sobre quando retirar parte de seu nível de apoio à economia.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Fed encerrará sua próxima reunião em 16 de junho.

A data também contará com a decisão de juros do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil, com expectativa de elevação da taxa Selic a 4,25% ao ano, ante patamar atual de 3,5%. Um cenário doméstico de juros mais altos tende a favorecer o real, segundo especialistas, uma vez que torna investimentos locais atrelados à Selic mais atraentes para o investidor estrangeiro.

Vários analistas têm apontado as perspectivas para os juros no Brasil e nos Estados Unidos como um fator de pressão para o dólar frente ao real, mas dados econômicos domésticos melhores do que o esperado também estão no radar. Na semana passada, o IBGE informou que a economia do Brasil registrou crescimento no primeiro trimestre de 2021 e retornou ao patamar pré-pandemia, dando sequência à recuperação dos danos causados pela Covid-19.

Já nesta terça-feira, dados mostraram que as vendas no comércio varejista brasileiro cresceram bem mais do que o esperado em abril e tiveram maior alta em 21 anos para o mês, voltando a ficar acima do nível pré-pandemia.

Nesse contexto, “o clima é de dólar para baixo”, disse à Reuters Vanei Nagem, responsável pela Mesa de Câmbio da Terra Investimentos.

Segundo ele, agora as expectativas giram em torno do patamar de 5 reais. “Existe toda uma mística em volta dele; é uma marca psicológica. Mas fica a dúvida sobre se o dólar poderia romper esse patamar com força — e ir para níveis bem mais baixos — ou não.”

O dólar spot fechou o último pregão com variação positiva de 0,03%, a 5,0380 reais na venda.

Até agora em 2021, a moeda norte-americana acumula queda de aproximadamente 2,9% contra o real.

Governo Biden Cria “Força-Tarefa” Para Ir Atrás da China no Comércio

Por Michael Martina e Trevor Hunnicutt

A “força-tarefa comercial da cadeia de abastecimento”, liderada pela representante comercial dos EUA, buscará violações específicas que contribuíram para um “esvaziamento” das cadeias de abastecimento que poderiam ser resolvidas com ações comerciais, inclusive em relação à China, disseram autoridades do governo a repórteres.

As autoridades também disseram que o Departamento do Comércio estava considerando iniciar uma investigação da Seção 232 sobre o impacto da segurança nacional das importações de ímã de neodímio usados em motores e outras aplicações industriais, que os Estados Unidos importam em grande parte da China.

O presidente Joe Biden pediu a revisão das cadeias de abastecimento em fevereiro, exigindo que as agências executivas relatem dentro de 100 dias os riscos para o acesso dos EUA a bens essenciais, como aqueles usados em produtos farmacêuticos e minerais de terra rara, dos quais os Estados Unidos são dependentes de fornecedores estrangeiros.

Embora não seja explicitamente dirigida à China, a revisão faz parte de uma estratégia mais ampla do governo Biden para fortalecer a competitividade dos EUA em face dos desafios econômicos impostos pela segunda maior economia do mundo.

“Os semicondutores são os blocos de construção que sustentam grande parte da nossa economia e são essenciais para a nossa segurança nacional, nossa competitividade econômica e nossas vidas diárias”, disse a secretária de Comércio dos EUA, Gina Raimondo.

Os Estados Unidos enfrentaram sérios desafios para obter equipamentos médicos durante a pandemia de Covid-19 e agora enfrentam enormes gargalos em várias áreas, incluindo chips de computador, paralisando a produção de bens como carros.

(Por Michael Martina e Trevor Hunnicutt)

Câmara aprova texto-base de MP que aumenta tributação de bancos

Pelo texto, a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para os bancos passa de 15% a 25% até 31 de dezembro de 2021 e passa para 20% a partir de 2022.

Parecer preliminar apresentado pelo relator, deputado Moses Rodrigues (MDB-CE), prevê uma transição até 2027 para a extinção do incentivo tributário para o setor químico e petroquímico.

Os deputados discutiam ainda destaques ao texto, que podem acrescentar ou retirar pontos da proposta aprovada.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)