Mercado Diário - 29/03/2018

Ações asiáticas fecharam em alta nesta sexta-feira

As ações avançaram na maioria dos principais mercados no fechamento do pregão por lá.

Na China, uma importante reunião do Partido Comunista terminou com uma resolução preparando o cenário para que o presidente Xi Jinping permanecesse líder por toda a vida. A decisão era esperada.

Os líderes do partido elogiaram o papel do atual líder na ascensão do país como potência econômica e estratégica, aprovando uma história política que lhe dá status ao lado das figuras mais importantes do partido, como Mao Zedong.

Embora a economia chinesa esteja desacelerando depois de se recuperar de uma crise pandêmica, o recorde de US $ 139,1 bilhões gasto pelos compradores chineses durante a extravagância anual de compras do Dia dos Solteiros em 11 de novembro sugeriu potencial para uma demanda resiliente no varejo.

Preocupação com a inflação

As preocupações com a inflação têm abalado os investidores no mundo todo ao longo da semana. Dados recentes no Brasil, EUA e China pintam o quadro de uma economia aquecida e com pressões de preços generalizadas.

As empresas vêm alertando que estão sendo pressionadas pelos custos mais altos das matérias-primas e por problemas na cadeia de suprimentos. 

Os consumidores já estão enfrentando custos mais altos para itens essenciais como alimentos, aluguel, automóveis e óleo para aquecimento. 

Os analistas temem que possam cortar gastos com itens discricionários para se concentrar nos essenciais, o que poderia prejudicar a recuperação econômica mais ampla.

Nos EUA, a inflação mais alta aumenta as expectativas de que o Federal Reserve (Fed) e outros bancos centrais aumentarão as taxas de juros de curto prazo implantadas durante a pandemia para estimular empréstimos e gastos. 

O Fed já começou a reduzir as compras de títulos que faz para manter baixas as taxas de longo prazo. Alguns analistas esperam que o banco central comece a aumentar as taxas de juros no final de 2022.

Índices

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,32%, para 25.327,97, enquanto o índice Shanghai Composite subiu 0,18%, para 3.539,10.

Em Tóquio, o Nikkei 225 saltou 1,13% para 29.609,97. Em Sydney, o ASX 200 também ganhou 0,83%, indo a 7.443,00.

Já no ocidente, o S&P 500 está a caminho de sua primeira perda semanal em seis semanas. Na quinta-feira, o índice ficou perto da estabilidade, subindo 0,1% para 4.629,27. 

O Dow Jones Industrial Average caiu 0,4% para 35.921,23.

O destaque negativo ficou por conta da Walt Disney, que caiu 7,1% após relatar ganhos mais lentos de assinantes em seu canal de streaming e fracos resultados financeiros fiscais do quarto trimestre.

As ações de tecnologia fizeram a maior parte do trabalho pesado para o benchmark S&P 500 e os fabricantes de chips foram particularmente fortes. 

A Nvidia subiu 3,2% e a Qualcomm subiu 2,9%. Os bancos também obtiveram ganhos sólidos.

Aqui no Brasil, o Ibovespa disparou 1,54%, com Vale respondendo pelo principal suporte após avanço dos preços do minério de ferro na China.