Ações da Vale caem e se seguram em um fundo importante.

Observando o gráfico semanal da Vale, é notado que as ações da companhia permaneceram trabalhando dentro de um canal de alta entre novembro de 2020 e maio de 2021. Surpreendentemente, o movimento de alta buscou o alvo de 300% da queda que a empresa sofreu com a pandemia.

Conforme mostrado no gráfico, a projeção do fundo que as ações fizeram em março de 2020, ao topo formado em janeiro, deixa claro que o preço parou de subir ao alcançar o alvo de 300%.

Após tocar no alvo, o papel começou a andar de lado e permaneceu em uma consolidação por três meses. Este movimento formou um retângulo em topo. Quando finalmente as ações perderam o retângulo, caíram até o terceiro alvo, onde o movimento de queda cessou.

Outro detalhe que deve ser observado, é com relação às retrações do forte movimento de alta que as ações realizaram. Ao traçar estas retrações, verificamos que o terceiro alvo da projeção do retângulo, coincide com a retração de 61,8% do movimento de alta. Ou seja, se trata de uma zona de confluência, gerando assime um suporte muito importante.

Justamente por se tratar de um suporte, o papel vem se segurando nessa região de preços. Porém, caso perca este suporte, terá um caminho livre até o fundo do movimento, na região dos R$50,00.

Queda no gráfico diário!

O gráfico diário da Vale mostra que a situação está um tanto quanto delicada. O ativo até deu a entender que poderia ter feito uma região de fundo para voltar a subir. Mas o movimento foi frustrado e um padrão de baixa foi formado.

No gráfico abaixo, as setas brancas indicam o movimento altista.

Como mostrado, o ativo caiu com força, bateu no fundo e subiu. O preço veio novamente ao fundo, mas os compradores reagiram e levaram o preço para cima acionando um pivô de alta. Esta movimentação parecia interessante e indicava que o papel poderia estar fazendo um fundo duplo, para então voltar a subir.

No entanto, o movimento foi frustrado, pois na sequência o papel voltou a cair. As setas vermelhas no gráfico mostram que as ações da Vale estão acionando um pivô de baixa com a queda de hoje. Até o momento, o ativo continua se segurando sobre a retração de 61,8% do gráfico semanal. Porém, o padrão de baixa formado é muito poderoso, pois está alinhado com a média móvel de 20 períodos.

É óbvio que todos os padrões gráficos apresentam apenas uma estimativa da direção dos preços. Entretanto, o gráfico da Vale não vem mostrando um cenário agradável e a menos que algo aconteça, a expectativa é de que as ações continuem caindo.