Bitcoin dando sinais de baixa.

Ainda que as criptomoedas tenham como base a descentralização, elas continuam ligadas de alguma forma aos demais ativos financeiros. Isto pôde ser confirmado nas últimas semanas observando a influência do mercado norte-americano no comportamento do mercado crypto.

O mercado norte-americano já mostrou ser o drive para muitos ativos ao redor do mundo. Nas duas últimas semanas, com o movimento de baixa tanto do S&P 500, quanto do Nasdaq, grande parte dos demais índices ao redor do mundo também recuaram. Com o mercado crypto não foi diferente.

Bitcoin dando sinais de baixa.

O Bitcoin, no entanto, já vinha dando sinais de baixa desde o dia 8 de novembro, quando rompeu pela última vez o topo histórico. Olhando o gráfico da crypto com o indicador OBV (On Balance Volume), pode ser notada uma divergência de baixa.

Quando o Bitcoin fez o movimento de alta no dia 8 de novembro para romper o topo, é percebido que existe uma divergência em relação ao OBV. Enquanto o preço estava rompendo o topo, o OBV continuava longe da região de topo, e inclusive indicava baixa.

Após romper topo, o que na verdade foi uma falha no rompimento, o Bitcoin iniciou um movimento de correção. A retração de 38,2% segurou o preço duas vezes, mas na terceira o preço caiu até a retração de 50%.

O Bitcoin tentou iniciar um movimento de alta, mas bateu na média de 20, que passou a guiar o preço. Agora a crypto vem caindo novamente abaixo da retração de 38,2%.

Nova divergência de baixa.

Aproximando um pouco o gráfico, pode ser visto que existe uma nova divergência do preço com relação ao OBV.

Apesar de o preço do Bitcoin ainda estar longo do último fundo, o OBV já vem perdendo o suporte. Como a barra ainda não fechou, tudo pode mudar, mas o OBV pode estar dando um sinal.

Caso a barra do dia de hoje feche e o OBV continue abaixo do suporte, o indicador estará dando um sinal conhecido como “Advanced Breakdown”.

Uma vez que o indicador está dando esta antecipação, é possível que o Bitcoin faça um forte movimento de baixa caso venha a perder o fundo.

Mas, pelo visto, tudo vai depender do mercado norte-americano. Se o S&P 500 reverter o movimento de queda e passar a subir, dificilmente o Bitcoin fará um forte movimento de baixa. Talvez continue andando de lado, ou até mesmo passe a subir.

No entanto, se os índices americanos continuarem corrigindo, pode ser que o Bitcoin faça um movimento mais forte de queda. O que, por sua vez, poderia levar o mercado crypto como um todo para baixo.