Ilustração da criptomoeda Bitcoin

Crypto weekend: 12 a 14 de novembro

Atualização ‘Taproot’ chega para o Bitcoin

Na madrugada desse domingo (14), a maior atualização já sofrida pelo Bitcoin (BTC) desde 2017 foi ativada. Batizada ‘Taproot’ (raíz principal, em português) a novidade foca sobretudo em aprimoramentos em aspectos que envolvem segurança dos usuários e de seu próprio sistema.

O outro principal destaque do soft fork ocorrido foi a adesão às chamadas assinaturas Schnorr, capaz de propiciar a realização de transações mais diversificadas na sua rede ao aproxima-la de seu modelo tradicional de funcionamento e registro.

Consequentemente, a nova função amplia a capacidade de escalabilidade dos sistemas que giram em torno do Bitcoin, enquanto auxiliam simultaneamente nas questões de privacidade destacadas inicialmente.

Durante as primeiras horas de atividade da atualização, o BTC opera em baixa. Próximo do lançamento estava sendo negociado à US$ 65.684 45 minutos após o lançamento, enquanto às 11h15 (horário de Brasília) tinha o preço de US$ 65.233.

A queda inicial é vista como natural pela necessidade de adaptação dos usuários às novas estruturas da rede, uma vez que até o fim da manhã dessa segunda-feira (15) não foram registradas maiores reclamações ou problemas de funcionamento por causa de ‘Taproot’.

SEC ainda rejeita ETF de Bitcoins à vista, mas libera lançamento de novo fundo de futuros

Após o sucesso do fundo negociado em bolsa (ETF) da ProShares, baseado em futuros de Bitcoin que lançado em outubro na Bolsa de Nova Iorque (NYSE), imaginou-se que o próximo passo seria a liberação também para ETFs à vista em BTC.

Entretanto, a SEC – Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos – barrou a proposta feita pela gestora de investimentos VanEck nesse modelo.

O órgão regulador alegou que a operadora de bolsas interessadas na listagem, a CBOE Global Markets, não conseguiu assegurar que o ativo estaria imune à manipulação de mercado ou apresentar uma estratégia funcional de monitoramento das movimentações à vista junto às bolsas.

Entretanto, o “prêmio de consolação” para a VanEck foi a liberação para seu próprio fundo de ETFs de Bitcoin em futuros ser finalmente listado. O fundo já havia sido aprovado em outubro, mas sofreu com atrasos até o último final de semana, levando o leilão inicial de emissão do “XBTF” a ser iniciado somente no fim da manhã dessa segunda-feira.

Axie Infinity terá seu primeiro torneio oficial

Um dos criptos sensação de 2021 e referência no promissor mercado de jogos em blockchain, o game Axie Infinity (AXS) terá seu primeiro grande torneio oficial, batizado de ‘GalAxie Cup 2021’. As inscrições e demais processos qualificatórios foram encerrados no domingo (14) para os interessados em competir profissionalmente no jogo de estratégia em turnos.

O campeonato será entre os dias 24 e 25 de novembro, tendo suas atividades com um torneio de influencers que além de auxiliar na visibilidade da competição, vai angariar doações para instituições de caridade.

Em seguida, o “Pro Tournament” será disputado pelos 8 times de 3 jogadores que foram melhores ranqueados nas etapas de classificação, premiando 105 Axie Shards ao time campeão – US$ 15 mil na cotação atual do ativo – e mais de US$ 27 mil ao todo, comando prêmios de segundo e terceiro colocados.

Enquanto Axie Infinity já marcou a história dos jogos baseados em criptos, a competição pode ser o próximo passo para seu estabelecimento também no mundo dos Esports e seu mercado multimilionário. Durante o fim de semana, foi anunciada a parceria da Axie Infinity com a VeraEsport, tradicional plataforma de transmissão e cobertura de competições de games.