Notas de cem dólares

Dólar recua em dia de votação da PEC dos precatórios e receio de inflação nos EUA

Nesta terça-feira (09/11), o dólar segue a trajetória de queda deste início de novembro, com declínio de 1,19% no dia, sendo cotado a R$ 5,48.

A movimentação ocorre em dia de votação da PEC dos Precatórios e às vésperas da divulgação da inflação dos EUA, que ocorrerá amanhã (quarta-feira, 10/11).

O desfecho da PEC dos Precatórios é aguardado pelo mercado para pôr fim às incertezas em relação ao orçamento de 2022.

Já os dados sobre inflação dos EUA é importante pois revelará ao mercado o cenário base para a tomada de decisão do Fed (Federal Reserve) em relação à política monetária dos próximos períodos.

PEC dos Precatórios

A suspensão dos pagamentos feitos via “orçamento secreto” coloca em risco a vitória esperada do governo e aliados para viabilizar o Auxilio Brasil. 

A decisão da ministra do STF Rosa Weber de conceder liminar suspendendo o pagamento das emendas do relator, usadas para negociar votos para a PEC, vai a julgamento em plenário virtual do Supremo, em sessão extraordinária marcada para hoje e amanhã. 

A judicialização da PEC aumenta as chances do governo abrir mão do plano B de prorrogar o auxílio emergencial.

Após a aprovação do texto-base da PEC em primeiro turno na semana passada, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pretende concluir a análise da proposta em primeiro turno e aprová-la em segundo turno nesta terça para que a medida seja encaminhada ao Senado.

A proposta é encarada como prioritária pelo governo por permitir a abertura de espaço fiscal de mais de R$ 80 bilhões e bancar o financiamento do Auxílio Brasil no valor mínimo de R$ 400 por família.

Inflação nos EUA

No cenário externo, os investidores seguem à espera dos dados de inflação nos EUA, atrás de pistas sobre quando o Federal Reserve elevará os juros. 

O índice de preços ao produtor para a demanda final subiu 0,6% em outubro, após alta de 0,5% em setembro.

O banco central dos EUA já anunciou a redução de suas compras de títulos de 120 bilhões de dólares por mês, mas disse em sua última reunião de política monetária que terá paciência em relação à elevação dos custos dos empréstimos. 

A manutenção de juros baixos na maior economia do mundo é vista como favorável a ativos arriscados, como moedas e títulos de países emergentes.

Nos Estados Unidos, as Bolsas devolvem ganhos após dias seguidos de alta. O Dow Jones cai 0,63%; o S&P 500 opera com queda de 0,49%; e a Nasdaq recua 0,64%.

Aqui no Brasil, o Ibovespa segue em alta de 0,83%, acima dos 105.600 pontos.