Ethereum pode fazer novas máximas!

De acordo com o analista de criptomoedas autodenominado Croissant, a rede blockchain da Ethereum começou com aproximadamente 10 mil endereços em 2015 e hoje já conta com mais de 135 milhões. Além disso, o número inicial de unidades da moeda digital, o ETH, era de 72 milhões e hoje a rede já conta com 118 milhões.

Sem dúvida todo esse crescimento da rede mostra como a crypto tem potencial de expansão. Avaliando todos os desenvolvimentos que ainda estão por vir, como, DeFi, NFT e até mesmo o metaverso, é de considerar que o Ethereum tem muito a crescer.

O gráfico mostra isso!

O gráfico semanal do Ethereum apresenta uma configuração muito interessante. Após várias semanas em consolidação, o ativo acionou um pivô de alta sobre a média móvel de 20 períodos. O movimento de alta levou a crypto até o primeiro alvo, de onde começou a recuar.

No entanto, o movimento de correção parou na retração de 38,2%, onde também se encontrava a região do topo anterior.

Conforme explicado no artigo “Retrações e projeções de Fibonacci”, quando um ativo inicia um movimento de alta e corrige apenas até a retração de 38,2%, ganha ainda mais força para seguir subindo, caso volte a romper topo.

Deste modo, se Ethereum voltar a romper o topo, provavelmente terá impulso para buscar os demais alvos projetados pelo pivô que acionou sobre a média.

O gráfico diário também mostra sinais de alta.

Apesar de estar caindo, o gráfico diário de Ethereum também mostra que o ativo deve continuar o movimento de alta.

Após perder o canal de alta em que vinha trabalhando, a crypto fez um forte movimento de correção. No entanto, um padrão de reversão conhecido como “Engolfo de alta” foi formado na região de fundo. Traçando as retrações sobre a correção, é notado que o ativo subiu até a retração de 61,8%, de onde passou a cair novamente.

O suporte mostrou força novamente e segurou o preço, fazendo o ativo voltar a subir na sequência. Ao romper o último topo, a crypto acionou um padrão de reversão conhecido como “Fundo duplo”, o que deve dar impulso para continuar subindo.

A projeção deste padrão tem como primeiro alvo a região de topo histórico. Já o terceiro alvo fica acima do alvo de 100% acionado no gráfico semanal.

Segundo dia de queda.

Hoje Ethereum vem trabalhando pelo segundo dia em queda. Ainda assim, isto pode ser apenas uma correção do último movimento de alta que rompeu a média de 20. Caso a média sirva como suporte e segure o preço, o ativo deve voltar a subir.

Um detalhe deve ser levado em consideração, a média móvel de 20 períodos continua apontada para baixo. Isto pode trazer um pouco de dificuldade para a realização do movimento de alta.

Deste modo, se a média segurar o preço e o ativo voltar a subir, provavelmente Ethereum deve buscar novas máximas. Porém, se o preço perder a média, a crypto deve entrar em consolidação, passando a trabalhar em um grande retângulo.