Evergrande em apuros

Como os credores e até a própria Evergrande não se propiciaram, a casa de rating, Fitch, colocou a empresa como Default Restrito.

Ou seja, a firma ainda não está em processo de falência e nenhum dos seus credores solicitou a abertura de tal processo, portanto, a firma continua em operação, mas sem realizar um pagamento referente à sua dívida.

Como a Evergrande não é a única incorporadora chinesa em apuros, os riscos para todo sistema chinês, além do mundial, é relevante.

Vale destacar que as informações vindas do país asiático por vezes são poucas e restritas, portanto, a situação deve ser considerada e avaliada com muita atenção.

A China vem tomando algumas medidas

De pouco em pouco, a China vem tomando algumas medidas para suavizar os impactos de uma eventual quebra da Evergrande e das demais incorporadoras chinesas.

Como a construção civil responde por uma parcela relevante do PIB, o setor preocupa o mundo como um todo.

Dentre as medidas adotadas, a China recentemente reduziu as taxas referentes ao compulsório. Com esse corte, bilhões de Yuans serão liberados no mercado chinês, dando mais liquidez ao sistema.

Com mais dinheiro em circulação, se tem a impressão de que os danos provocados pelas quebras podem ser sanados. Tudo isso, de alguma forma, pode evitar uma quebradeira sistêmica no país e no mundo.

Porém, tudo isso são suposições. De qualquer forma, a Evergrande não quebrou ainda e, portanto, o investidor deve permanecer atento.

Queda nos mercados

Depois de ficar alguns dias no verde, o Ibovespa registrou queda de 1,67% hoje, já o S&P 500 caiu mais 0,72%.

O USD/BRL valorizou 0,72%. O mercado vinha bem animado a alguns dias, se recuperando das perdas ocasionadas pelo receio da nova variante Ômicron.

Depois, com notícias mais animadoras, o mercado veio se recuperando e chegando próximo do seu teto.

No Brasil, o Ibovespa ainda está longe do teto alcançado ainda em 2021. O Ibovespa já esteve em 130 mil pontos e hoje briga para conseguir alcançar os 110 mil.

Se a renda variável não vem trazendo muitas alegrias, por outro lado a renda fixa vem se tornando cada vez mais atraente.

Se as expectativas se confirmarem, a Selic alcançará dois dígitos em 2022 e os investimentos, como CDB, letras do Tesouro Direto, LCI e LCA vão gerar ótimos rendimentos.

Fica a expectativa também para o anúncio da inflação (IPCA) referente a novembro. Uma redução da taxa pode mostrar os efeitos do juro, já um aumento mais forte, sinaliza que existe muito trabalho pela frente (e mais juro também).