Inflação fora da meta em 2022.

Em 2021, as projeções mostram que o IPCA pode chegar aos 10,22%, já para 2022, as expectativas são de inflação em 4,96%.

Lembrando que a meta para inflação em 2022 é de 3,5% com uma banda de 1,5% para mais ou para menos.

Isso significa que as projeções para o IPCA em 2022, já vem contemplando um cenário de inflação acima da meta e inclusive da banda.

Juros ainda maiores para 2022?

Teoricamente, existe a possibilidade, porém, as expectativas e a inflação em si podem mudar bastante ainda em 2022, ou seja, não há certeza que a Selic vai chegar a 12%, por exemplo, ou até mesmo no patamar que já alcançou em 2015, 14,25%.

Mas é claro que o BC vai ficar atento à evolução do IPCA. No momento, a inflação só vem subindo, fato que preocupa.

A partir do momento em que a inflação comece a estabilizar e cair, aí é provável que a taxa de juro fique estável e posteriormente recue.

De qualquer forma, durante esse processo de alta dos juros, é bom ficar de olho na renda fixa. Há diversos ativos de renda fixa oferecendo rendimentos atraentes e que podem oferecer ganhos consideráveis a carteira do investidor.

Mais um dia de queda na bolsa

O dia não foi bom para o Ibovespa. O principal índice da bolsa brasileira registrou queda de 0,89%, enquanto o S&P 500 caiu 0,32%.

Durante o dia o S&P 500 até registrou valorização, mas no final do dia acabou entregando os ganhos e fechou com perdas.

Enquanto isso, o dólar fechou com queda de 0,40% diante do Real e o ouro (OZ1D) terminou o dia em queda de 2,59%, uma das maiores quedas nas últimas semanas.

O ouro vinha registrando boa performance, acumulando valorização desde junho de 2021 de 17% aproximadamente. Em um único dia, o ouro, negociado na B3 através do ticker OZ1D caiu 2,59%.

Mesmo com a queda do ouro e do dólar, os dois ativos ainda são interessantes para a composição da carteira.

Outro investimento que vem chamando atenção é o Bitcoin. A criptomoeda chegou a se valorizar e ultrapassar os 370 mil reais ainda em 2021, mas agora, vem acumulando perdas de mais de 16% nas últimas semanas.

Perdas maiores podem abrir uma boa oportunidade de investimento.  As criptomoedas são ativos muito voláteis, sendo assim, não é difícil ocorrer uma queda ainda maior.

De repente o Bitcoin pode cair até os 200 mil reais, ou até para níveis ainda menores. Essa desvalorização pode gerar uma ótima oportunidade de investimento.