Psicologia No Trading Automático

Psicologia No Trading Automático

Muitos Traders, principalmente aqueles que estão numa fase inicial da sua carreira, consideram fantástica a possibilidade de trabalhar de forma automática nos mercados financeiros. Até aqui tudo bem… a questão é que também acabam por achar que podem “desligar” por completo do mercado ao saberem que os seus robots estão lá a trabalhar 24 horas por dia e que são uma excelente forma de eliminar as emoções e todos os desafios que podemos encontrar associados à psicologia do trading.

É uma verdade que ajudam, e muito, a suavizar as dificuldades que se vão encontrando no percurso da evolução como Trader, assim como ajudam a reduzir a curva do tempo de aprendizagem, no entanto, na prática, é necessário passar pelas sensações e experiências que qualquer outro Trader (manual) enfrenta. De nada adianta termos estratégias automáticas vencedoras se o nosso mindset está pouco trabalhado e desalinhado com a operativa que escolhemos levar ao mercado real, quando isto acontece, há uma grande probabilidade de insucesso.

O Trader automático, para seu conforto e níveis de confiança mais elevados, deve conhecer perfeitamente os sistemas que compõem o seu portfólio e os seus respetivos potenciais de retorno, assim como lidar naturalmente com as perdas previamente estipuladas que surgem em algum momento e que são inevitáveis neste negócio. Para chegar a este patamar torna-se por isso necessário, principalmente nos primeiros anos, um bom investimento de tempo, tanto para estudar continuamente assim como o tempo naturalmente necessário para que a psicologia do Trader se adapte e aceite o mercado tal como ele é. O tempo para atingir este patamar varia de pessoa para pessoa, desde a sua entrega e compromisso para com atividade, às suas convicções, objetivos, relação com a sua vida financeira, entre outros…, mas uma vez conseguido, o Trader tem tudo para ser consistente.

Após esta fase de amadurecimento psicológico o Trader terá uma relação muito melhor e mais saudável com o mercado, pois já adquiriu experiências e convicções mais realistas que lhe permitem gozar de uma sensação de maior controlo. Ainda assim sabe que o trabalho é contínuo, sabe que o mercado está em constante mudança e que é necessário um ativo upgrade em relação ao seu autoconhecimento.

Por Nelson Dias.