Reinicio Da Tendencia No EUR/USD

O EURUSD estava passando por um momento de correção para cima na tendência de fortalecimento do dólar que ocorreu desde a eleição norte americana no início de novembro até o início do ano de 2017. No começo do ano iniciou-se um movimento de correção para o lado de cima, com uma inclinação menor do que a baixa ocorrida nos dois meses anteriores, e esse movimento de correção pode ter chegado ao fim, neste momento é possível que o mercado interprete o último topo em 1.0830 como o topo mais baixo na tendência de baixa que está ocorrendo no par.

Dentro desse contexto de retomada da tendência de baixa, vemos que o preço de 1.0830 chegou muito próximo do nível de 61.8% de Fibonacci, e desde então o preço começou a descer. Essa descida se torna um cenário provável, pois o preço começou a desafiar a linha de tendência de alta azul e passou a fechar abaixo da mesma, e posteriormente fechou abaixo do nível de 50% de Fibonacci, conforme o gráfico (H4) a seguir.

No dia 02/02/2017 o preço atingiu o ponto máximo das últimas semanas em 1.0830 em uma quinta-feira, no dia seguinte 03/02 houve a liberação dos dados do “Non-Farm Employment Change” com dados robustos superando as expectativas em 33.50%. Desta forma o dólar recobrou parte de sua força, e o valor atingido no dia 02/02 ao que parece virou um topo mais baixo na tendência de baixa que o mercado interpreta como mais provável num contexto de alguns aumentos de juros pelo FED para o ano de 2017.

Observando o gráfico em velas diárias podemos visualizar uma linha de tendência de baixa azul clara e neste momento o preço está se aproximando de um suporte significativo, podemos concluir que um nível chave para sabermos se o par cairá mais ou terá um rebote é o teste da mínima da semana anterior em 1.0620, próximo ao nível de 38.2% de Fibonacci.

Desta forma, devemos observar se o valor romperá esse nível e fechará abaixo do mesmo em velas semanais, ou se a mínima da semana passada suportará o preço e atrairá compradores. Caso o par feche abaixo de 1.0620 na semana, abre-se a possibilidade de extensão da baixa nas próximas semanas com a chance do par retornar aos níveis mais baixos registrados no início do ano.

Analisando tecnicamente o gráfico vemos que o preço está fechando abaixo das médias moveis, que o histograma do MACD está decrescendo e ocorreu um cruzamento de cima para baixo, ambos sendo indicativos de um momento de baixa no movimento do preço. O Estocástico está apontando para baixo sugerindo que o preço poderá descer. De forma geral os indicadores apontam como um cenário provável a baixa para o curto prazo, conforme vemos no gráfico a seguir.

Este artículo está escrito por Renan Raminelli, analista senior de Alpari Research & Analysis

Published by

Renan Raminelli

Renan Raminelli nasceu em 14 de outubro de 1982 em São Paulo. Renan graduou-se em Administração de Empresas pela UNESP, com especialização em Agribusiness. Assíduo acompanhador de assuntos econômicos, durante a Universidade realizou workshops sobre o mercado financeiro, e iniciou suas operações no mercado de capitais em 2007, com a compra de ações blue-chip brasileiras na Bolsa de Valores de São Paulo, com o passar do tempo migrou para o mercado Forex. Antes de vir para a Alpari, possuía oito anos de experiência nos mercados financeiros, focado em negociação técnica, análise fundamental e psicologia da negociação, dando grande importância emter um sistema de negociação e permanecer com ele e fatores psicológicos, considerando disciplina, paciência, previsibilidade e probabilidade, para melhorar a consistência e se tornar um trader melhor.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *