Bolsa de Valores de Frankfurt

Ações europeias fecham semana em baixa por temores de recessão

Por Anisha Sircar e Shreyashi Sanyal

(Reuters) – As ações europeias caíram nesta sexta-feira e registraram perda semanal, já que o salto recorde nos preços ao produtor alemão em julho aumentou o desânimo sobre as perspectivas econômicas para a maior economia da região e reacendeu os temores de uma recessão.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,77%, a 437,36 pontos, com os papéis de viagens na lanterna.

A alta dos preços da energia devido à guerra na Ucrânia elevou os custos ao produtor alemão em julho no ritmo mais intenso já registrado, tanto na comparação com o mesmo período do ano anterior quanto na base mensal. Os preços de energia como um todo avançaram 105% na comparação com julho de 2021.

“Os mercados europeus parecem ter ficado sem fôlego esta semana, assustados, em parte, talvez pelos grandes saltos na inflação que vimos no índice de preços ao consumidor do Reino Unido esta semana, bem como pelo aumento desta manhã no índice de preços ao produtor alemão para julho”, disse Michael Hewson, analista-chefe de mercado da CMC Markets UK.

Os mercados monetários estão intensificando as apostas para os aumentos de juros do Banco Central Europeu, passando a precificar totalmente um incremento de 0,50 ponto percentual em setembro, em comparação com previsão de chance de 50% de tal movimento no início de agosto. Eles também precificam uma pequena probabilidade de um ajuste para cima de 0,75 ponto percentual na reunião. [GVD/EUR]

“O Banco Central Europeu terá de continuar aumentando as taxas, ou as pessoas começarão a questionar ainda mais sua credibilidade… Provavelmente veremos um aumento do mesmo tamanho que eles já fizeram, mas se teria um movimento mais agressivo, ninguém sabe, já que eles estão andando nessa corda bamba”, disse Danni Hewson, analista financeira da AJ Bell.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,11%, a 7.550,37 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,12%, a 13.544,52 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,94%, a 6.495,83 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,96%, a 22.534,57 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,09%, a 8.338,10 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,10%, a 6.263,53 pontos.