Buenos Aires, Argentina

Argentina registra recorde de 42.032 casos diários de coronavírus

BUENOS AIRES (Reuters) – A Argentina registrou recorde diário de novos casos de coronavírus com um total de 42.032 pessoas com a doença nesta quarta-feira, superando a máxima anterior de 41.080 casos registrados em maio, no momento em que o sistema de saúde volta a ficar pressionado devido à pandemia, de acordo com dados compilados pela Reuters.

O Ministério da Saúde informou que nas últimas 24 horas foram contabilizados 26 óbitos.

“Não nos surpreende, embora nos preocupe. Digo que não nos surpreende porque estamos lidando com uma variante que tem a característica de gerar imensa transmissibilidade com um índice de reprodução viral muito alto”, disse a infectologista Leda Guzzi à Reuters.

“É muito provável que a variante responsável seja a Ômicron, que já foi reportada em surtos e em eventos de contágios em várias de nossas jurisdições e que agora está na área urbana de Buenos Aires e que sabemos ter o potencial de substituir as demais variantes dentro de um mês”, acrescentou.

O país de 45 milhões de habitantes registrou 5.556.239 casos e 117.111 mortes desde o início da pandemia, segundo dados oficiais.

“Estamos em um nível muito alto de contágio … na Capital Federal e na Grande Buenos Aires a situação é grave”, disse o médico Rodrigo Salemi em declarações à televisão.

A Argentina está entre os países com mais mortes per capita do mundo, juntamente com seus vizinhos latino-americanos.

(Reportagem de Walter Bianchi)