Agricultor chinês em Gaocheng

China deve conceder aprovação a novos tipos de milho transgênico doméstico

PEQUIM (Reuters) – A China pretende aprovar como seguras mais variedades de milho geneticamente modificado (OGM) produzidas por empresas nacionais, disse o Ministério da Agricultura na noite de segunda-feira.

A medida ocorre depois de Pequim ter proposto, no mês passado, uma revisão das regras regulatórias de sementes para preparar o caminho para a aprovação de safras transgênicas, em meio a pedidos de formuladores de políticas públicas por avanços no melhoramento biotecnológico, visto como a chave para garantir a segurança alimentar.

Os três novos produtos são produzidos pela China National Tree Seed Corp e China Agricultural University, Hangzhou Ruifeng Biotech Co Ltd e Beijing Dabeinong Technology Group Co Ltd, disse o ministério em um comunicado.

O plano para aprovar as novas variedades de milho, junto com sete novos produtos de algodão transgênicos, ficará aberto para comentários públicos até 17 de janeiro, de acordo com o aviso publicado no site do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais.

A aprovação de segurança é vista como um passo importante para a comercialização de safras OGM, mas ainda não está claro quando os novos produtos estarão prontos para lançamento no mercado.

Até agora, Pequim não permitiu o plantio de variedades de soja ou milho transgênicas, mas permite sua importação para uso na alimentação animal.

Tanto Hangzhou Ruifeng, na qual Yuan Longping High-Tech Agriculture Co Ltd tem 41,8% de participação, quanto Beijing Dabeinong já possuem características de milho transgênicas aprovadas como seguras pelo governo.

(Reportagem de Hallie Gu e Emily Chow)