Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, durante visita

China Pede Redução de Arsenais Nucleares de EUA e Rússia em Conferência

Por Stephanie Nebehay

Participando de uma Conferência sobre Desarmamento apoiada pela Organização das Nações Unidas (ONU), Wang disse que as novas reduções das duas potências ajudariam a impulsionar o desarmamento nuclear multilateral, e também fez uma crítica velada aos EUA.

“A China se opõe ao desenvolvimento e à mobilização de sistemas de defesas de mísseis regionais e globais de um certo país que minam a estabilidade estratégica, e a China se opõe à mobilização de mísseis balísticos terrestres de alcance intermediário do mesmo país na vizinhança de outros países”, disse Wang.

O governo Biden disse que os EUA pretendem competir com a influência e a força militar crescentes da China na região Ásia-Pacífico. A China também é uma potência nuclear, mas seu arsenal é muito menor.

Robert Wood, embaixador norte-americano a cargo do desarmamento, falou no fórum de Genebra para pedir a Pequim que se envolva em conversas bilaterais sobre a redução de riscos e a estabilidade estratégica, posição alinhada a comunicados anteriores.

“Até hoje a China refuta esforços dos EUA para iniciar conversas bilaterais sobre a redução de riscos e a estabilidade estratégica”, disse Wood.