Produção de óleo de palma em Serdang Bedagai, Indonésia

Indonésia vê alta de 2,6% na produção de óleo de palma, diz governo

Por Gayatri Suroyo

JACARTA (Reuters) – A produção de óleo de palma da Indonésia deve aumentar 2,6% no próximo ano, para 51,01 milhões de toneladas, de uma estimativa de 49,71 milhões de toneladas em 2021, disse o chefe do Estate Crop Fund, Eddy Abdurrachman, nesta terça-feira.

A demanda por exportações em 2022 deve aumentar para 27,9 milhões de toneladas, contra 27,08 milhões de toneladas esperadas em 2021, disse ele, com a demanda doméstica aumentando para 11,4 milhões de toneladas no próximo ano, de uma estimativa de 11,10 milhões em 2021.

“Esperamos que em 2022 a produção de palma comece a se recuperar”, disse Eddy, que acrescentou que a produção foi interrompida por fenômenos climáticos como El Niño e La Niña em 2020 e 2021, contribuindo para o aumento dos preços este ano.

A Indonésia é o maior produtor e exportador mundial de óleo de palma.

O Estate Crop Fund, uma agência governamental encarregada de coletar taxas de exportação, forneceu três previsões de preços para o óleo comestível, de 747 dólares por tonelada a 1.094 dólares por tonelada.

A maior demanda nas economias em recuperação da pandemia de covid-19 e o aumento do custo dos óleos concorrentes também afetaram os preços, mas “nossa projeção para 2022 é que os preços irão se normalizar”, acrescentou o chefe do fundo.

O uso doméstico de óleo de palma para biodiesel na Indonésia deve chegar a 10,15 milhões de quilolitros em 2022, acima dos 9,4 milhões de quilolitros estimados para este ano, de acordo com o fundo.