Sede do BC da Rússia em Moscou

Rússia Eleva Juros para 5,5% e Indica mais Aumentos Devido à Alta da Inflação

A decisão de aumentar a taxa ante 5% ficou em linha com a maioria dos analistas consultados em pesquisa da Reuters, que previam que o banco central optaria por um aumento de 0,5 ponto percentual depois de uma leitura de inflação acima do esperado.

A inflação ao consumidor anual, principal área de responsabilidade do banco central, superou as expectativas e acelerou para 6,0% em maio, chegando à leitura mais alta desde outubro de 2006, quando os juros estavam em 10%.

O banco central, cujos analistas alertaram que a inflação deve aumentar mais, disseram que vão avaliar mais aperto monetário depois de elevarem os juros para o nível em que estavam em abril de 2020.

“Elevada pressão inflacionária mo contexto de finalizar a recuperação econômica pode levar a um desvio mais substancial e prolongando da alta da inflação em relação à meta”, disse o banco central em comunicado.

“Isso cria a necessidade de mais aumentos na taxa básica nas próximas reuniões.”

(Reportagem de Andrey Ostroukh, Alexander Marrow, Elena Fabrichnaya, Maria Kiselyova)