Imagem de arquivo: Um soldado ucraniano em meio à invasão russa da Ucrânia, na cidade de Lyman, em Donetsk.

Ucrânia diz que tropas se aproximam de Lyman, importante reduto ocupado pela Rússia

LONDRES (Reuters) – Tropas ucranianas capturaram duas vilas que ficam muito perto de Lyman, reduto da ocupação pelas forças russas, disseram autoridades nesta sexta-feira, no sinal mais claro de que a cidade pode cair em breve.

Lyman, na região de Donetsk, atua há meses como um centro de logística e transporte que ancora as operações russas no norte da região.

Sua captura seria o maior ganho de Kiev desde que uma contra-ofensiva relâmpago retomou áreas da região de Kharkiv este mês.

Em um discurso em vídeo à noite, o presidente Volodymyr Zelenskiy agradeceu às tropas por capturarem a vila de Yampil, cerca de 12 km  a sudeste de Lyman.

No início do dia, o Ministério da Defesa da Ucrânia disse que suas tropas capturaram Drobysheve, cerca de 10 quilômetros a noroeste de Lyman.

“Temos resultados significativos no leste do nosso país… todo mundo já ouviu o que está acontecendo em Lyman”, disse Zelenskiy em um discurso em vídeo.

“São passos que significam muito para nós”, acrescentou, sem dar detalhes.

O chefe do governo apoiado pela Rússia na região de Donetsk, Denis Pushilin, disse na sexta-feira que Lyman estava “semi-cercada” pelo exército ucraniano e que as notícias da frente eram “alarmantes”.

Em uma mensagem postada no Telegram, Pushilin admitiu que suas forças não controlavam mais totalmente Drobysheve ou Yampil.

Na sexta-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, proclamou o domínio russo sobre Donetsk e três outras províncias onde Moscou tomou território durante a ao país vizinho, que já dura sete meses. As anexações foram redondamente rejeitadas pela Ucrânia e seus aliados ocidentais como ilegais e foram condenadas pelo secretário-geral das Nações Unidas.

(Reportagem de Reuters)