Unity rejeita oferta de compra de US$17,5 bi feita por AppLovin

BENGALURU, Índia (Reuters) – A produtora de software para projetistas de videogames Unity Software rejeitou nesta segunda-feira a oferta de aquisição feita pela AppLovin e avaliada em 17,54 bilhões de dólares. A companhia afirmou que vai manter negociação para comprar a rival ironSource.

A AppLovin, que compete com a ironSource no segmento de software para produtores de videogames, fez a oferta em ações para comprar a Unity na semana passada, sob a condição da empresa desistir de sua oferta de 4,4 bilhões de dólares para adquirir a ironSource.

As ações da Unity, cuja plataforma foi usada no desenvolvimento de alguns dos jogos mais conhecidos, como “Call of Duty: Mobile” e “Pokemon Go”, caíam 5% no início do pregão, enquanto as ações da ironSource saltavam 15%.

A Unity disse na segunda-feira que a oferta da AppLovin não é do melhor interesse dos acionistas e “não se espera razoavelmente que resulte em uma ‘proposta superior’, conforme definido no acordo de fusão da Unity com a ironSource”.

“O conselho de administração continua acreditando que a transação da ironSource é atraente e oferecerá uma oportunidade de gerar valor a longo prazo”, disse o presidente-executivo da Unity, John Riccitiello, em comunicado.

A ironSource disse que está comprometida em concluir o acordo com a Unity, pois a transação criará “valor superior para acionistas, clientes e funcionários”.

Tanto Unity quanto a ironSource esperam que o negócio seja concluído no quarto trimestre.

Representantes da AppLovin não estavam imediatamente disponíveis para comentários.

(Por Nivedita Balu e Eva Mathews)