BOLSA EUA-S&P 500 e Nasdaq recuam com fraqueza de tecnologia

Por Shashank Nayar

O termo “dovish” se refere a uma abordagem menos conservadora acerca da inflação, o que poderia justificar estímulos monetários e juros baixos.

Sete dos 11 principais setores do S&P apresentavam perdas, com as ações de tecnologia e de energia entre as maiores quedas.

Os papéis da Apple recuavam 1%, depois de baterem máxima recorde na sessão anterior. Microsoft, Amazon, Alphabet Inc e a fabricante de chips Nvidia Corp também tinham queda, derrubando o Nasdaq de seu pico recorde.

Ainda assim, o S&P 500 rumava para seu sétimo mês seguido de ganhos, com alta de quase 3% em agosto, depois que o chair do Fed, Jerome Powell, sinalizou na semana passada não ter pressa para apertar a política monetária.

“Continua a haver um viés positivo para ações dos EUA, e os investidores estão se segurando conforme se aproximam os aguardados dados do mercado de trabalho”, disse Arthur Weise, diretor de investimento da Kingsland Growth Advisors.

Às 11:41 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,06%, a 35.379 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,168478%, a 4.521 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,26%, a 15.227 pontos.

BOLSA EUA-S&P 500 e Nasdaq tocam máximas recordes com alívio em temores sobre redução de estímulo

Por Shashank Nayar

Falas “dovish” indicam menor urgência para redução de estímulos ou alta de juros.

Apple, Microsoft, Amazon.com, Alphabet (controladora do Google) e Nvidia subiam entre 0,6% e 1,3%, ajudando o Nasdaq a superar os outros dois principais índices.

O S&P 500 está caminhando para sua maior sequência de ganhos mensais desde 2018, em meio à promessa de dinheiro fácil e com investidores ignorando sinais de desaceleração da recuperação econômica e um salto nos casos de Covid-19.

O chair do Fed, Jerome Powell, disse na sexta-feira que o banco central continuará a ser cauteloso em sua abordagem sobre a redução do estímulo da era da pandemia, reafirmando acreditar numa recuperação econômica estável nos EUA.

“Os investidores acham que um regime de juros baixos é um sinal verde para permanecerem alocados em ações e estão mais interessados em fazer parte dessa alta dramática do que temer a queda do mercado”, disse Rick Meckler, sócio da Cherry Lane Investments.

O S&P 500 subia 2,6% no acumulado de agosto –período sazonalmente fraco para as ações–, e analistas do Wells Fargo disseram na semana passada que o índice deve ganhar mais 8% até o fim do ano.

Às 12:06 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,09%, a 35.486 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,520694%, a 4.533 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,84%, a 15.257 pontos.

(Por Sruthi Shankar)

BOLSA EUA-Wall St Recua após Dados de Inflação e Auxílio-desemprego

Por Devik Jain e Ambar Warrick

Relatório do Departamento do Trabalho mostrou que o número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, como esperado, enquanto dado separado apontou que os preços ao produtor subiram mais do que o esperado em julho.

A leitura de inflação veio na esteira de números que mostraram que o aumento dos preços ao consumidor parece estar desacelerando.

“A questão de inflação transitória está vencendo o debate e conforme os temores de inflação diminuem … as ações têm uma certa tendência de desempenho mais forte”, disse Sebastien Galy, estrategista-sênior macro da Nordea Asset Management.

O S&P 500 e o Dow Jones tiveram fechamentos recordes na quarta-feira, com os investidores optando por ações de valor ligadas à economia e deixando de lado papéis de tecnologia após a aprovação de um grande projeto de lei de infraestrutura.

O índice de valor do S&P 500 ganhou 1,8% até agora neste mês, e caminha para superar o índice de crescimento pela primeira vez desde junho.

Nove dos 11 principais setores do S&P caíam, com o de energia em queda de 1%, seguido pelos de indústria e de matérias-primas.

O Dow Jones caía 0,36%, a 35.356,57 pontos. O S&P 500 tinha variação negativa de 0,02%, a 4.446,69 pontos, enquanto o Nasdaq subia 0,06%, a 14.774,45 pontos.