Ethereum e Polkadot alcançando novas máximas.

Conforme já foi comentado no artigo “Em mais um dia de alta, Bitcoin e Ethereum alcançam o primeiro alvo”, a Ethereum acionou um pivô de alta no dia 14 de outubro, o que deu força para a crypto acionar também um pivô no gráfico semanal.

Depois de acionar o pivô no gráfico semanal, o Ethereum ficou alguns dias andando de lado. Porém, na semana passada foi para cima novamente, e hoje acionou um pequeno pivô de alta no gráfico diário. O terceiro alvo deste pivô já levaria a crypto até o primeiro alvo do pivô semanal.

Power breakout em Polkadot

Outra moeda digital que vem subindo com força é a Polkatot. A crypto acionou um pivô de alta no dia 13 de outubro e fez um forte movimento em busca do terceiro alvo. Na sequência o ativo ficou vários dias andando de lado até que a média móvel de 20 períodos chegasse no preço.

Este padrão é conhecido como Power Breakout e se trata de um poderoso padrão de continuidade de movimento.

A configuração do padrão se dá em três etapas. Primeiro ocorre um forte movimento de impulso, fazendo com que o preço se afaste da média. Neste caso, a média móvel de 20 períodos.

A segunda etapa ocorre quando o ativo passa a andar de lado até que a média encoste no preço. Nesta etapa é importante que a média seja respeitada. Como pode ser visto no gráfico, em nenhum momento a crypto fechou abaixo da média móvel de 20 períodos.

A terceira etapa ocorre quando o topo é rompido. Como se trata de um padrão de continuidade de movimento, a compra seria feita no rompimento do topo, com o stop na mínima anterior.

Conforme mostrado, a alta de ontem foi tão forte que alcançou no mesmo dia o primeiro alvo. Hoje a crypto segue subindo, já tendo alcançado o alvo de 100% do padrão de alta.

Alta generalizada para as criptomoedas.

Após acionar um pivô de alta no gráfico semanal, o Bitcoin vem subindo com força e hoje alcançou o alvo de 100% projetado pelo pivô. Com essa movimentação de alta, a criptomoeda superou, inclusive, o topo histórico formado no dia 14 de abril na casa dos 64.882 dólares.

Em paralelo, o Ethereum também vem subindo com força hoje, superando o alvo de 100% projetado pelo pivô acionado no gráfico diário. Com esse movimento, a criptomoeda também aciona um pivô no gráfico semanal. Isto pode dar ainda mais impulso para levar o ativo à região do topo histórico.

Essa movimentação já havia sido explicada com mais detalhes no artigo “Em mais um dia de alta, Bitcoin e Ethereum alcançam o primeiro alvo.

O que chama a atenção, no entanto, é o comportamento das demais criptomoedas no dia de hoje. A forte movimentação de alta realizada pelas duas principais moedas digitais, o Bitcoin e o Ethereum, deu força para as demais e o que se observa é uma alta generalizada.

XRP

A XRP vem de um movimento de alta nos últimos dias, recuou até a média móvel de 20 períodos e hoje volta a subir com força. Esta movimentação sugere que a criptomoeda irá acionar um pivô alinhado com a média de 20. Uma vez que se trata de um forte padrão de alta que tem como primeiro alvo a região do último topo, é muito provável que o ativo suba até lá nos próximos dias.

Solana.

A Solana vinha trabalhando em um movimento lateral, mas com a alta de hoje desenhou um padrão muito interessante. Quando um ativo aciona um pivô menor, dentro de outro maior, este padrão é conhecido como “Trick entry”. Em um contexto de tendência, se trata de um padrão com alta probabilidade de acerto.

Com a alta de hoje, a Solana acionou um pequeno pivô alinhado com a média móvel de 20 períodos, o que por si só já é um padrão muito confiável. Entretanto, este pivô também é uma “trick entry”, pois está dentro de um pivô maior. Caso o alvo de 100% do pivô menor seja alcançado, o ativo estará acionando também o pivô maior.

É interessante notar que o alvo de 100% do pivô maior coincide com o topo histórico do ativo. Deste modo, caso essa movimentação de alta ocorra, é provável que a criptomoeda alcance novamente esta região de topo.

Binance Coin.

A Binance coin vem em uma forte movimentação de alta desde o final de setembro, quando fez fundo. A criptomoeda acionou um pivô de alta alinhado com a média móvel de 20 períodos e, com a forte alta de hoje, se aproxima do alvo de 100% projetado pelo pivô.

Esta movimentação já foi explicada no artigo “Binance coin mirando o topo!

Demais criptomoedas.

A Polkadot também segue subindo com força hoje, em uma alta de mais de 8%. Com esse movimento, a criptomoeda se aproxima do alvo de 161,8% de um pivô que foi acionado na semana passada.

A Luna fez um movimento de baixa e passou a trabalhar abaixo da média móvel de 20 períodos mostrando fraqueza. Hoje, no entanto, sobe mais de 11% superando novamente a média e indicando que pode ir buscar topo.

A Dogecoin também sobe, porém permanece trabalhando nas retrações do forte movimento de alta que fez em agosto.

Crypto Weekend: 1 à 3 de Outubro

B3 como oráculo em blockchains no futuro

A B3 poderá ser responsável por um passo importante na aproximação do mercado de criptos aos investimentos mais tradicionais no Brasil ao se preparar para prestar serviços de oráculo para blockchains.

O objetivo, de acordo com Luis Kondic (diretor de dados e produtos listados na B3), seria de auxiliar na adição de informações externas para redes de criptomoedas enquanto o “Real Digital”, CBDC brasileira, fosse inserida gradativamente nestes mesmos sistemas. Além disso, há o interesse de colaboração em ferramentas de pagamentos em dinheiro programável.

“Podem existir várias aplicações, como sistemas capazes de programar a distribuição de retornos entre shareholders automaticamente de acordo com os rendimentos da companhia, agendamento do repasse automático de dinheiro em casos de contratos, fornecedores e afins sem a necessidade de uma cadeia de distribuição”, apontou Kondic.

Ainda em setembro, houveram apresentações do Banco Central envolvendo projetos de contratos inteligentes e finanças descentralizadas envolvendo o CBDC nacional, mas a expectativa é de que os primeiros testes sejam feitos somente em 2023.

Mineração acelerada no Irã ajuda mercado, mas levanta suspeitas

O Irã aparece como um possível novo polo de estímulo aos criptoativos no oriente, mas levantas suspeitas de órgãos econômicos internacionais com as intenções que os estímulos governamentais à mineração recém-retomadas de criptos possa conter.

A mineração e promoção sobretudo de criptoativos seria uma possibilidade de burlar as sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos frente à política iraniana de armamentos nucleares. Entretanto, relatórios indicam que enquanto as sanções atrapalharam os mercados mais tradicionais, os atuais campos de mineração do país teriam potencial para movimentar US$ 1 bilhão.

Depois de 3 meses de banimento, o governo do Irã permitiu que as atividades de mineração de criptomoedas voltasse à ativa em seu território. A paralização, que se iniciou em maio, foi motivada pela preocupação do presidente Hassan Houhani com a estabilidade das redes nacionais de energia elétrica no período em que as maiores temperaturas do ano são registradas no país (podendo chegar perto dos 50°C em algumas regiões específicas). As atividades por lá voltaram no dia 6 de agosto.

Dois meses após a volta de atividades de mineração no país, o Irã já indica ter aumentado seu impacto costumeiro na disponibilização de criptoativos. Comparado ao mês de agosto, setembro indicou aumento de praticamente 50% na produção nacional e alcançou 7% da disponibilidade do mercado mundial. Anteriormente, a fatia flutuava na casa dos 5%.

Outubro estabelece altas e pode ser início para arrancada no mercado até o fim do ano

Após muita turbulência entre agosto e setembro, o momento positivo de virada do mês seguiu no fim de semana e nessa segunda-feira para o mercado de criptomoedas. O Bitcoin (BTC) formou linha de resistência em US$ 47 mil após a alta do mercado na sexta-feira (dia 1º, motivada pelo posicionamento favorável do governo americano). Já nessa segunda (4), voltou a apresentar alta acima dos US$ 49 mil, flertando mais uma vez com o rompimento da barreira dos 50 mil.

A Ethereum (ETH), apesar de apresentar de ter apresentado leve baixa no início da manhã do dia 4, seguem em movimentação similar à do BTC, formando resistência nos US$3,3 mil e seguindo em viés de alta rumo aos US$ 3,5 mil, após semanas abaixo dos 3 mil.

Altcoins como Cardano (ADA), Polkadot (DOT), XRP e afins tiveram oscilação um pouco mais sentidas nessa segunda-feira, mas além de movimentos de alta já mais à tarde, seguem sem sustos no novo plateau estabelecido no primeiro dia de outubro.